Trânsito

Caminhão com carga de gás tomba e interdita BR-101 no Norte do Estado

O acidente ocorreu por volta das 12h30. Os policiais rodoviários trabalham na retirada do caminhão da pista.

Divulgação/PRF

Um caminhão taque que transportava gás GLP tombou na BR-101 por volta das 12h30 desta sexta-feira (20). O veículo tem placas de Belém, Pará, e seguia em sentido Norte na cidade de Porto Belo, Norte de Santa Catarina.

Ninguém se feriu no acidente. Os bombeiros estiveram no local para orientar o destombamento, já que a carga é perigosa. Por volta das 16h, os policiais iniciaram os trabalhos para retirada do caminhão e os dois sentidos da rodovia federal foram interditados.

Após o destombamento, o trânsito sentido sul foi liberado, mas o sentido norte da Br-101, no Km 152, continua interditado. Os motoristas devem dirigir com atenção e seguindo as orientações da polícia militar rodoviária.

Divulgação/PRF

Notícias Relacionadas

Estado garantirá tratamento anual de R$ 2,7 milhões a criança de Laguna com AME, decide TJ

De acordo com os autos, a perícia médica comprovou que a criança, natural de Laguna, precisa do remédio e que inexiste, na rede pública de saúde, tratamento para a doença.

Coronavírus em SC: Governo do Estado estabelece novas medidas para o transporte aquaviário e comércio de refeições nas rodovias

A comercialização de refeições pode ser feita por restaurantes localizados às margens das estradas e oferecida exclusivamente para profissionais de serviços considerados essenciais pelo Governo do Estado, incluindo nesta categoria os transportadores de carga responsáveis pelo abastecimento e transbordo de insumos da saúde.

Com investimento de R$ 3,9 milhões, Estado entrega unidades de assistência social em Armazém, Rio do Oeste, Lontras e Florianópolis

Cada uma das unidades conta com sala de atendimento familiar, administração, recepção, cozinha, banheiro, área de serviço, sala multiuso, área externa coberta e mobília.

Inovação e tecnologia ampliam a prestação de serviços digitais do Estado ao cidadão durante pandemia

Com aplicativos, sites e plataformas digitais, secretarias e órgãos de Estado adaptaram suas rotinas e substituíram o atendimento presencial pelo online.