Geral

Caminhoneira e youtuber tubaronense explica como aconteceu o acidente no MT: “Estava a 40km/h”

Aline Ouriques colidiu com outro caminhão na BR-174, no Mato Grosso; a catarinense precisou ser levada ao hospital e passou por duas cirurgias

Divulgação

Após procedimentos cirúrgicos, a caminhoneira e yoututer de Santa Catarina, Aline Ouriques, explicou a dinâmica do acidente em um áudio divulgado nas redes sociais. Na última quinta-feira (13), a catarinense colidiu o caminhão carregado de soja com outro veículo de grande porte, no Mato Grosso. As informações são do G1.

O áudio foi compartilhado no Instagram da amiga que estava com Aline no momento do acidente.

– Graças a Deus estou bem melhor. Segundo a Lauren [amiga que estava no acidente] saltou uma peça do caminhão da frente. Eu estava a 40 km/h. Essa peça do caminhão da frente, soltou e pegou em mim. Isso fez parar meu pneu e eu perder a direção. E mesmo eu estando devagar, fez tudo isso – explicou Aline.

A caminhoneira precisou ser levada ao hospital e passou por duas cirurgias, mas afirmou estar bem.

– Estou me recuperando bem. Já estou falando, comendo. Estou me sentindo bem melhor. Bem diferente dos outros dias – concluiu.

Quem é a jovem caminhoneira

Aline Ouriques faz sucesso na internet compartilhando a rotina nas estradas. Caminhoneira, a jovem é natural de Tubarão, no Sul de Santa Catarina.

A youtuber é formada em administração de empresas e aprendeu a dirigir caminhão aos 16 anos com o pai.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Com parceria do Município de Braço do Norte, Senai inaugura nova sede

Faculdades Esucri oferecem descontos na graduação para acadêmicos com mais de 45 anos

A instituição conta com professores capacitados nos seus 13 cursos de graduação

Adolescente passa mal após tomar remédio tarja preta em escola de SC

Jovem de 15 anos foi atendido na manhã desta segunda-feira (23) e levado ao hospital

SC monitora situação da varíola dos macacos; entenda o que é a doença

Sala de situação vai acompanhar cenário da doença no país