Saúde

Campanha de arrecadação para orleanense que tem doença rara

Fibrose pulmonar idiopática pode ser tratada apenas com medicamentos de alto custo

Divulgação

Amigos, colegas e familiares do orleanense Joelson Cardoso, de 50 anos, iniciariam em setembro uma campanha para ajudá-lo no tratamento de Fibrose Pulmonar Idiopática (FPI), doença rara que provoca cicatrizes nos pulmões e dificulta a respiração.

A FPI causa rigidez nos tecidos pulmonares e, na medida em que perdem a elasticidade, a respiração fica muito mais difícil. O resultado é uma deficiência respiratória progressiva. “A falta de ar que eu sinto é terrível”, afirma Cardoso, que é assistente de transporte e logística da Librelato.

A FPI não tem cura, mas pode ser tratada com medicamentos que desaceleram a progressão da doença, como os antifibróticos. A medicação OFEV é a opção de tratamento para a Fibrose Pulmonar Idiopática, porém é de altíssimo custo: aproximadamente R$ 22 mil por mês.

Segundo Cardoso, que descobriu a doença em 2017, o preço dos medicamentos, dificultam a aquisição dos mesmos, mas medidas já estão sendo tomadas para que ele possa dar continuidade ao seu tratamento. “Enquanto aguardo a autorização da Justiça para que o Estado forneça os remédios que necessito, tomamos essa iniciativa de realizar a campanha para que eu possa arrecadar algum dinheiro e continuar comprando os medicamentos necessários”, declarou.

Para a empresária Thayni Librelato, a ação que está sendo realizada em prol de Cardoso e já ganhou vários adeptos, prova que a solidariedade é uma força que acompanha a todos. “Por meio do auxílio e empatia superamos barreiras e atingimos o que parece inalcançável. Por isso, estamos nessa campanha para formar uma rede de apoio ao nosso amigo Joelson e sua saúde. Esperamos poder contar com o apoio de todos nessa mobilização”, afirmou.

Joelson que é casado e pai de um filho reside no bairro São Jerônimo. Torcedor do Flamengo, espera recuperar o vigor e a força, para gritar ainda muitos gols do seu time do coração.

As doações para compra do medicamento podem ser feitas por meio de PIX na chave do CPF 019.720.529-18.

Com informações da Folha do Vale

Notícias Relacionadas

Grave acidente na BR-282 deixa uma pessoa morta e outra ferida em SC

Segundo a PRF, até o momento da publicação desta matéria, o trânsito fluía lentamente nos dois sentidos da rodovia

Greve de caminhoneiros tem apoio de 48% da categoria em SC

Santa Catarina é um dos Estados que mais apresenta "resistência" à greve, aponta pesquisa que ouviu mais de 2 mil caminhoneiros em todo o Brasil

São Ludgero antecipa para amanhã (26) a segunda dose da vacina contra Covid-19

A Sala de Vacinas funciona na ESF Margem Esquerda das 7 às 16 horas sem fechar ao meio-dia

Epagri amplia monitoramento do vento junto ao Porto de Imbituba

Ele explicou que a estação anemométrica foi instalada, a pedido do Porto, numa posição estratégica junto ao cais