Segurança

Campanha quer ajudar consumidor a identificar golpes virtuais

Ministério da Justiça está à frente do projeto

Divulgação

O Ministério da Justiça e Segurança Pública lançou hoje (11) uma campanha para ajudar as pessoas a identificarem tentativas de golpes virtuais por meio do uso indevido de dados pessoais de consumidores.

Com o slogan “Proteja seus dados. Não compartilhe”, a campanha será feita de forma online, por meio das redes sociais do ministério, alertando consumidores sobre golpes que são aplicados em ambientes virtuais. A previsão é de que ela dure 30 dias.

De janeiro a julho deste ano, o número de consumidores que tiveram dados pessoais ou financeiros consultados, coletados, publicados ou repassados sem autorização mais que dobrou em relação ao mesmo período do ano passado, segundo o Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec) e a plataforma consumidor.gov.br.

“Foram 47.413 reclamações em 2021, enquanto em 2020 foram 21.310. O número do primeiro semestre deste ano, inclusive, já supera o total de registros em 2020, que foi de 44.750”, informou o ministério, em nota. A campanha tem o apoio da Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD).

Com informações da Agência Brasil

Notícias Relacionadas

Alerta de chuva forte traz risco de alagamentos e deslizamentos de terra para SC

Segundo a Defesa Civil, em ao menos sete regiões o risco é alto para desastres entre esta sexta-feira (17) e sábado (18)

Aberto envelopes para ampliação do Hospital Santa Teresenha, em Braço do Norte

Em breve um novo edital será lançado pelo hospital. A abertura foi realizada pela Comissão Permanente de Cotação de Obra do HST

Aulas 100% presenciais em Braço do Norte retornam segunda-feira

De acordo com o calendário da Secretaria Municipal de Educação, no dia 20 de setembro, próxima segunda-feira, é a vez dos anos finais, do 6º ao 9º ano das escolas, retornarem

Anvisa pede inclusão de eventos adversos na bula da vacina da Janssen

Farmacêutica tem 30 dias para atender a solicitação