Geral

Capim Cresciúma será plantado em escolas, praças e parques de Criciúma

Lei municipal determina o plantio da gramínea que deu origem ao nome de Criciúma

 

Foto: Divulgação/Decom

A gramínea que deu origem ao nome de Criciúma será plantada em escolas da rede municipal de ensino, parques, praças e logradouros públicos. A Prefeitura de Criciúma, através da Fundação do Meio Ambiente de Criciúma (Famcri), realizará o plantio de mudas de capim Cresciúma nos ambientes, conforme estabelece a lei municipal n° 5.014, de 31 de maio de 2007.

Para reproduzir mudas no Horto Florestal Antônio José Tolé Guglielmi, no bairro Jardim União, a Famcri encontrou três gramíneas. “Faremos a multiplicação da planta a partir das gramíneas plantadas. Encontramos elas na Praça Nereu Ramos, na Casa da Cultura e no Horto Florestal. O capim Cresciúma é uma planta difícil de reproduzir e requer tempo para crescer”, explica o presidente da Famcri, Giovano Izidoro.

O capim Cresciúma deve ser plantado em escolas e praças públicas no segundo semestre de 2017. De acordo com o diretor de Educação Ambiental, Unidade de Preservação e Arborismo da Famcri, Christophe Maximiliano de Lima, a planta será reproduzida no Horto Florestal pela primeira vez. “Além de espalhar por Criciúma, vamos colocar placas com todas as informações da planta, seguindo o que a lei estabelece”, relata.

“Plantar o capim Cresciúma em locais públicos é importante para preservar a história de Criciúma. Muitos moradores passam pela planta e nem a reconhecem. Vamos espalhar mudas pelos bairros para que as pessoas saibam qual é a planta que deu origem ao nome do município. Eu mesmo possuo várias mudas em casa”, comenta o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro.

Colaboração: Émerson Justo –  Decom Prefeitura de Criciúma

Notícias Relacionadas

Escolas devem reduzir em 15% mensalidades do ensino infantil durante pandemia, decide TJ

A pena em caso de descumprimento é de R$ 1 mil por aluno e por mês.

Chapecó, Palhoça e Biguaçu terão escolas estaduais no modelo cívico-militar em SC

Serão entregues 12 salas de aula; biblioteca com dois pavimentos; dois laboratórios de tecnologia; dois laboratórios multiuso com bancadas para disciplinas como Química, Física, Biologia e Matemática; refeitório; auditório; ginásio e teatro arena a céu aberto.

CDL premia ações de sensibilização ambiental em escolas municipais de Lauro Müller

O Projeto do CDL na Escola teve como tema, na edição deste ano, “O que você pode fazer em defesa da biodiversidade?”.

Lauro Müller define equipes para fase microrregional do Jesc