Geral

Carlos Moisés envia ofício sobre vacina para o governo federal

Pedido é para que agentes de segurança possam ser vacinados na primeira fase, junto com os trabalhadores da saúde, idosos e indígenas

Divulgação

O Governador Carlos Moisés (PSL) assinou um ofício endereçado ao Ministro da Justiça, André Mendonça, nesta quinta-feira (10). No documento ele pede que os agentes de segurança possam ser vacinados na primeira fase do plano de vacinação.

O pleito de Moisés vai no sentindo de adiantar a prioridade, já que os agentes são previstos para serem imunizados na quarta fase do Plano Preliminar de Vacinação para a Covid-19.

A situação, segundo o presidente do Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial do Estado, o delegado-geral Paulo Koerich, causa apreensão em razão das especificidades do trabalho desenvolvido pelos agentes de segurança, que, em diversas situações, não é possível manter o distanciamento social seguro recomendado.

Assim, os agentes devem ficar na primeira fase junto com os trabalhadores da saúde, idosos acima dos 75 anos, ou acima de 60 anos que vivem em instituição de longa permanência (asilos ou instituições psiquiátricas) e a indígenas.

Enquanto isso,  a autorização temporária de uso emergencial, em caráter experimental, de vacinas contra a Covid-19 será concedida pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Federação de Municípios assina protocolo com SP

Também nesta quinta-feira (10), a Fecam (Federação Catarinense de Municípios) oficializou o interesse na compra da vacina CoronaVac.

Com a assinatura, fica oficializado o interesse dos municípios catarinenses em adquirirem o imunizante da Sinovac, um passo inicial na distribuição do imunizante no Estado. De acordo com a Fecam, a CoronaVac deve ser distribuída em SC após receber aprovação da Anvisa.

Com informações do NDMais

Notícias Relacionadas

Caminhão com placas de Lauro Müller pega fogo em Imbituba

Ocorrência foi registrada por volta da 23h desta quarta-feira (20)

Tubaronense morre de parada cardiorrespiratória 1 dia após receber alta de tratamento para Covid-19

Rafael Moreno estava internado desde o dia 5 de janeiro, teve alta nesta terça-feira. e morreu na manhã desta quarta.

Ação contra maus-tratos de animais ocorre em Criciúma

O trabalho foi realizado através da 2ª Delegacia de Polícia de Criciúma e contou com o apoio da Fundação do Meio Ambiente de Criciúma.

Conheça os programas que utilizam as notas do Enem

Sisu, ProUni e Fies utilizam resultados do exame.