Geral

Carlos Moisés exonera 82 nomes do governo de Daniela Reinehr

No total, há gestores do primeiro, segundo e terceiro escalão do governo.

Divulgação

No mesmo dia em que reassumiu como governador de Santa Catarina, Carlos Moisés da Silva assinou a exoneração de pelo menos 82 servidores comissionados pelo governo interino de Daniela Reinehr. No total, há gestores do primeiro, segundo e terceiro escalão do governo.

Os principais nomes exonerados por Moisés são da ex-secretária de Saúde, Carmen Zanotto, além dos ex-secretários Gerson Schwerdt (Casa Civil), Leodegar Tiscoski (Infraestrutura e Mobilidade), Ana Cristina Blasi (Administração), Ricardo de Gouvêa (Desenvolvimento Econômico), Rogério Macanhão (Fazenda), Alessandro Marques (Casa Militar), Miguel Bertolini (Secretaria-Executiva de Comunicação), e Jorge Davi da Silva (Articulação Nacional).

Também saíram dos cargos Luiz Dagoberto Brião (procurador-geral do Estado), Alexandre Waltrick Rates (Defesa Civil), Eduardo Loch (presidente da Santur), e Dolores Tomaselli (Fundação Catarinense de Cultura).

Além destes, foram exonerados ainda assessores do gabinete de Daniela Reinehr, gerentes regionais, coordenadores e diretores de estruturas menores do governo, todos nomeados nos últimos 30 dias. As publicações estão no Diário Oficial desta sexta-feira (7).

No mesmo ato, Moisés nomeou os novos ocupantes das pastas. A maioria da equipe ocupava o governo quando ele foi afastado.

Assumem:

Eron Giordani (Casa Civil)

Jorge Eduardo Tasca (Administração)

André Motta Ribeiro (Saúde)

Paulo Eli (Fazenda)

Thiago Augusto Vieira (Infraestrutura e Mobilidade)

Luciano Buligon (Desenvolvimento Econômico)

Alisson de Bom de Souza (Procuradoria-Geral do Estado)

André Alves (Casa Militar)

João Cavalazzi (Secretaria-Executiva de Comunicação)

Lucas Esmeraldino (Secretaria-Executiva de Articulação Nacional)

David Busarello (Defesa Civil)

Marcio Ferreira (Chefia de Gabinete do Executivo)

Leandro ‘Mané’ Ferrari (Santur)

Edson Lemos (FCC)

Daniel Netto Cândido (Secretaria-Adjunta de Desenvolvimento Social)

Juliano Chiodelli (Secretaria-Adjunta da Casa Civil)

Com informações do RCN Online

Notícias Relacionadas

Casa é consumida por completo em incêndio registrado em Içara

Segundo populares, os moradores abandonaram a residência quando o incêndio começou

Mulher pede socorro em restaurante em Braço do Norte após ser agredida pelo marido

Em depoimento aos policiais, a vítima informou que as agressões são recorrentes

Eleições 2022 mantém maioria do eleitorado feminina, com 53%

Mesmo com voto facultativo, há 87,4 mil eleitoras com mais de 100 anos

Ciclone com risco de destruição deixa SC em alerta nesta semana

Ondas com picos de até 5 metros, ressaca, chuva volumosa, chance de inundação; confira todos os detalhes da passagem do ciclone