Geral

Carro pega fogo em avenida de Tubarão

As causas do acidente ainda não foram apuradas.

Divulgação

Um carro Ford Fiesta pegou fogo no meio da avenida Marcolino Martins Cabral, no centro, de Tubarão, na manhã deste domingo (18). Segundo os bombeiros, o motorista e os passageiros deixaram o veículo ainda em movimento, quando o carro começou a incendiar na parte da frente. Não houve feridos.

Sem conseguir pegar o extintor, a guarnição dos Bombeiros foi acionada. Os profissionais controlaram as chamas, mas parte do carro ficou bem danificada. Conforme relato do motorista, ele ouviu um estouro no compartimento do motor e logo em seguida começou o incêndio.

Um veículo pode pegar fogo por causas elétricas, como um curto-circuito, ou por vazamentos de fluidos inflamáveis em contato com áreas aquecidas no compartimento do motor. As faíscas geradas por essas panes, em contato com fluidos inflamáveis podem gerar chamas dando origem ao incêndio. A região mais comum do carro pegar fogo é dentro do capô. Isso porque lá é o local mais quente do veículo, onde também estão localizados toda a tubulação de fluidos e combustível próximos aos componentes elétricos.

Com informações do site Notisul

Notícias Relacionadas

Amurel recomenda que municípios adotem nova quarentena por causa da Covid-19

Associação dos Municípios da Região de Laguna (Amurel) contempla 18 prefeituras. A situação da região é considerada gravíssima pelo governo de Santa Catarina em relação à doença.

Apoio ao candidato Vitorassi para eleição da Coorsel se intensifica durante reuniões com associados

Na noite de hoje (16), às 19h30min, os associados da comunidade de São Gabriel são convidados a participarem do encontro com os candidatos, em Treze de Maio.

PRF prende foragido do sistema penal do RS com CNH falsa em Tubarão, na BR-101

Ele foi preso e encaminhado para a Polícia Federal de Criciúma.

Após um mês na UTI enfrentando a Covid-19, paciente de Pescaria Brava recebe alta no HNSC, em Tubarão

A paciente deu entrada no Hospital no dia 21 de março, e no dia 27 foi transferida para a Unidade de Terapia Intensiva, onde precisou receber ventilação mecânica.