Geral

Casa Guido promove nova ação de venda de sonhos

Ação “Sonhos que alimentam esperança” será realizada nesta quinta e sexta-feira (22 e 23).

Divulgação

Após o sucesso da primeira edição da venda de sonhos realizada na Casa Guido, a instituição se prepara para repetir a dose. Nesta semana, na quinta e sexta-feira (22 e 23/8), a Casa Guido fará novamente a venda de sonhos com e sem recheio, das 9 às 19h. A ação leva o nome “Sonhos que alimentam esperança”, já que é mais uma alternativa encontrada pela equipe em prol da arrecadação de recursos necessários para a manutenção da casa.

O convite, conforme a coordenadora da Instituição, Rosane Búrigo Gonçalves, é para que novamente a comunidade se mobilize a aproveite para se deliciar com os quitutes e ajudar a Casa. “Tivemos uma surpresa maravilhosa com a procura e com a aprovação dos sonhos na primeira edição. Nosso desejo é de que, aqueles que já experimentaram, voltem para aproveitar novamente e, aqueles que não puderam comprar na primeira ação, agora venham experimentar, nos visitar e colaborar com a nossa causa”, salienta.

Os sonhos, nas opções com e sem recheio, serão vendidos a R$ 2. Os interessados em saber mais sobre a ação “Sonhos que alimentam esperança” podem entrar em contato com a Casa Guido pelo telefone (48) 3045-6211.

Colaboração: Comunicação/Mayara Cardoso

Notícias Relacionadas

Secretaria de Saúde de Criciúma fará ação de conscientização contra o Aedes Aegypti

Ação ocorrerá neste sábado (15) nos bairros Próspera e Nossa Senhora da Salete

Operação contra o furto de gado é realizada no Sul

As fiscalizações aconteceram em Gravatal, Içara, Morro da Fumaça e Bom Jardim da Serra. Pelo Estado, outras cidades também fazem parte das investigações.

Campanha Natal Jovem Solidário de Orleans distribui mais de 500 brinquedos e meia tonelada de alimentos

Ação promovida pelo Setor de Juventude da Paróquia Santa Otília finalizou no domingo (23) com a entrega das doações pelos voluntários.

Vendas do Dia das Mães devem encolher quase 60% devido à pandemia

CNC prevê queda histórica do volume de vendas