Geral

Casan identifica problema em adutora da barragem São Bento

Foto: Arquivo

Um problema foi identificado na adutora de captação de água da barragem do Rio São Bento. As equipes da Casan está desde a madrugada tentando solucionar
a questão. Em decorrência disso, no momento, a vazão de recursos hídricos é de 25% menos que o volume normal, prejudicando o abastecimento não só em Criciúma, como também em Içara, Forquilhinha, Nova Veneza, Siderópolis e Maracajá.

A Casan solicita a colaboração da população para que o consumo de água seja restringido ao máximo. Profissionais seguem trabalhando no conserto do registro e
realizando uma investigação nos 23 km da adutora que liga a barragem à estação de tratamento de água (ETA).

Mais informações podem ser adquiridas por meio do telefone 0800 643 0195.

Com informações Site DN Sul

Notícias Relacionadas

ALERTA: Período de seca pode comprometer consumo de água em Lauro Müller

A represa localizada em Rio Bonito, a qual abastece os setores de abrangência da companhia em Lauro Müller, está quase seca.

Estado libera recursos para pavimentação da última etapa de acesso à Barragem do Rio São Bento, em Siderópolis

Para o prefeito Cesa, foram muitos anos de espera por essas duas obras no município.

Estado anuncia R$ 8 milhões para recuperação de ruas de Criciúma que passam por obras da Casan

Em Criciúma o sistema de saneamento básico está sendo ampliado no Bairro São Luiz.

Município de Braço do Norte pede revisão de contas de água e esgoto da Casan na Justiça

O prefeito salientou ainda que a Casan extrapolou o período máximo de 33 dias para a aferição das medidas, o que está em desacordo com o contrato.