Geral

CASAN tranquiliza população sobre segurança de barragem

A unidade localizada em Siderópolis possibilita a captação de água para abastecimento dos municípios de Criciúma, Forquilhinha, Siderópolis, Nova Veneza, Maracajá e parte de Içara.

Foto: Divulgação

Para tranquilizar a população da região, a CASAN reafirma a segurança da Barragem do Rio São Bento. A unidade localizada em Siderópolis possibilita a captação de água para abastecimento dos municípios de Criciúma, Forquilhinha, Siderópolis, Nova Veneza, Maracajá e parte de Içara.

Os engenheiros responsáveis pela estrutura de concreto informam que o local tem Licença Ambiental de Operação vigente e seu monitoramento é realizado de hora em hora, em obediência ao Plano de Operação da Barragem.

Neste momento a Companhia está finalizando uma obra de recuperação de taludes que foram danificados durante um temporal que atingiu a região. A obra alongará em mais 1 metro a estrutura do enrocamento – colocando blocos de rochas onde poderia haver alguma eventual erosão -, e também corrigirá uma infiltração existente na “ombreira direita” do reservatório, o que não acarreta risco algum à estrutura.

“A recuperação de taludes e a correção da pequena infiltração dão ainda mais segurança ao sistema”, assegura o engenheiro civil Jaison Araújo Speck, da Superintendência Regional do Sul-Serra.

Como medida de manutenção preventiva, a CASAN realiza a inspeção das estruturas com consultores externos, sendo que neste ano de 2019 uma nova averiguação técnica já está programada.

“O objetivo permanente da Companhia é cercar-se das mais diferentes visões de especialistas no tema, além do olhar vigilante de nosso quadro funcional”, explica a engenheira Fabíula Bortolotto, superintendente Regional Sul-Serra.

“Em todas as inspeções externas as melhorias sugeridas são realizadas, e assim a barragem pode ser considerada uma estrutura estável, segura e mantida sob constante monitoramento”, complementa o engenheiro Speck.

Construída a partir de 2002, a Barragem localizada na comunidade de Vila São Pedro, em Siderópolis, foi inaugurada em 2006. O objetivo da obra foi solucionar o problema recorrente de desabastecimento de água nos municípios da Região Carbonífera, beneficiando atualmente uma população aproximada de 800 mil pessoas.

Colaboração: Comunicação CASAN

Notícias Relacionadas

Estado anuncia R$ 8 milhões para recuperação de ruas de Criciúma que passam por obras da Casan

Em Criciúma o sistema de saneamento básico está sendo ampliado no Bairro São Luiz.

Portal da Transparência: população pode tirar dúvidas de investimentos para combater à Covid-19 em Criciúma

Criciumenses podem mandar também sugestões para o governo municipal.

ALERTA: Período de seca pode comprometer consumo de água em Lauro Müller

A represa localizada em Rio Bonito, a qual abastece os setores de abrangência da companhia em Lauro Müller, está quase seca.

Prefeitura de Braço do Norte lança Ô de casa!, projeto que aproximará a população da administração municipal

Ao todo serão 10 encontros, que contemplará todos os bairros e comunidades braçonortenses.