Geral

Casas populares são entregues em Laguna

João recebeu as chaves da nova casa no sábado e agora vai deixar a vida de aluguel para trás.

Neste final de semana, o Governo Municipal iniciou a entrega das habitações populares do loteamento Lurdinha Schiefler. Dezenove futuros moradores receberam as chaves da casa própria. No decorrer do ano, as 128 restantes serão entregues. O prefeito Célio Antônio anunciou que os moradores “não terão que pagar prestações. As casas já são de vocês”. A solenidade foi realizada no novo loteamento com a presença de autoridades municipais, comunidade e os beneficiados.

Os recursos vieram da Caixa Econômica Federal R$ 1.440.000.00 (um milhão e quatrocentos e quarenta), terreno cedido pela prefeitura avaliado hoje em R$ 2.000.000.00 (dois milhões), 600 mil da Celesc (colocação de iluminação) e R$ 450 mil da Casan (instalação da rede de água).

O secretário de Planejamento Urbano e Habitação, Jeferson Crippa, classificou o ato “ como um período de superação. Depois de situações como a  descoberta de sítio arqueológico, entre outros, que atrasaram a obra”.

Crippa lembrou que os beneficiários não podem vender, nem alugar o imóvel. Uma assistente social do departamento de Habitação, onde as famílias realizaram o cadastramento, deverá acompanhar os moradores. “Zelem pelos seus novos lares, lembrem-se que vocês são os contemplados e que outras pessoas gostariam de estar no lugar de vocês”.

O vereador Aderbal Moreira, representando a Câmara de Vereadores, parabenizou o ato de entrega e a continuidade da política habitacional para beneficiar mais famílias.
O prefeito Célio Antônio pediu desculpa aos moradores pelo atraso de entrega. Informou que uma creche será construída no bairro Portinho que irá contribuir com as famílias, a Secretaria de Saúde já está fazendo o reordenamento do posto de saúde para atender os novos moradores.

As casas entregues, de acordo com o prefeito Célio Antônio, estão avaliadas em R$ 50 mil reais cada. “ Sejam todos bem-vindos. Cuidem deste patrimônio”.

Sinal da cruz e lágrimas

Quem é atendido em festas e eventos no município pelo garçom João Nascimento, 69 anos, não imagina os anos que passaram para alimentar suas esperanças e melhorar sua qualidade de vida. Morador de uma quitinete alugada por R$ 250 ao mês no bairro Magalhães, seu João era o mais emocionado na entrega das chaves. Lágrimas rolavam e eram enxugadas com um sinal de alívio. Quando entrou na sua nova moradia, fez o sinal da cruz e chorou. “ Tenho minha casa, finalmente”. Divorciado vai fazer a mudança no final de semana para não precisar mais pagar o mês de aluguel para o proprietário. Aposentado, vai usar o dinheiro que sobra dos “bicos” como garçom para fazer o muro da nova casa e torná-la um lar que nunca teve.

A promotora de vendas Andréia Cardoso, 31 anos, estava pagando R$ 350 de aluguel, no bairro Portinho. Pela primeira vez, junto com os dois filhos, vai ter um local para chamar de seu. “Antes morava com a ex-sogra, depois em casa alugada. Agora tenha uma residência”, conta.

Homenagens para Lurdinha

A lagunense que dedicava seu tempo para a solidariedade foi homenageada com o nome do conjunto habitacional Lurdinha Schiefler estava representada no evento pelos familiares. No dia 16 de maio, a voluntária de inúmeros trabalhos sociais, faria 81 anos. Figura alegre, com um sorriso fácil, Lurdinha ajudava os mais necessitados com alimento, remédios, amor a palavras de incentivo.

  • 6f69a43d03ecf7cff1bd5c8cc08a6365
  • 7834f9d49504834973ef027eb1a3533c
  • 21c02d7190ad06c20a2289ab72ee62a9
  • 51237b1a0b81334f3f381c5c8489a5e5
  • dfdbd497f8026a08b94df40ff9d6b6e4