Segurança

Caso Greciani: dois investigados presos e um adolescente envolvido no desaparecimento

Duas pessoas investigadas foram presas temporariamente pelo envolvimento criminoso no desaparecimento de Greciani Felipe Marques, de 23 anos.

Foto: Divulgação / Polícia Civil

A Polícia Civil de Santa Catarina, em operação da Divisão de Investigação Criminal de Criciúma – DIC, prendeu temporariamente duas pessoas investigadas por envolvimento criminoso no desaparecimento de Greciani Felipe Marques, de 23 anos. Um adolescente também está sendo investigado por participação no delito. Na operação, três mandados de buscas domiciliares foram cumpridos. O efetivo integral da DIC participou das buscas e prisões.

A investigação policial está em estágio avançado e apontou indícios do crime de homicídio. A quantidade de pessoas envolvidas e os motivos permanecem em sigilo para preservar a continuidade da apuração. O adolescente e os dois presos na operação foram inquiridos. Os trabalhos prosseguem para verificar a veracidade das oitivas, esclarecer as circunstâncias do crime e indicar a participação de outras pessoas. A jovem ainda não foi localizada.

O desaparecimento ocorreu no fim de dezembro e as investigações foram iniciadas logo após o carro de Greciani ter sido encontrado incendiado na região do Rio Jordão Alto, em Siderópolis. Diversas buscas na área foram realizadas, contando com apoio da DP de Siderópolis, DRP/CPP/2ª DP de Criciúma, canil da Polícia Militar e helicóptero da Polícia Civil – Saer.

Com informações do Delegado de Polícia Yuri Miqueluzzi

Notícias Relacionadas

Morador é executado com cinco tiros em Criciúma

Segundo informações, a vítima saiu recentemente do presídio e possui passagens por pedofilia e estupro de vulnerável.

Polícia Civil cumpre mandados contra suspeitos de latrocínio em Sombrio

DIC de Criciúma apreende 1,5 kg de maconha e munição de calibre restrito

Índices de crimes caem bruscamente em Orleans

Segundo dados divulgados pela Polícia Civil, houve redução de 300% dos crimes de roubo e quase 30% do número de furtos.