Geral

“CDL é mais do que consulta ao SPC”, lembra dirigente

Muriel Silvério, presidente da entidade em Orleans, convida lojistas para se associarem e lembra que serviço é um benefício que evita prejuízos. Descontos em diversas áreas também são ofertados pela entidade.

Fotos: Adriano Ghellere/Sul In Foco

A Câmara de Dirigentes Lojistas – CDL é uma entidade de classe criada para defender e prover serviços aos seus representantes. Existe a mais de 63 anos e entre os principais serviços oferecidos aos lojistas é o Serviço de Proteção ao Crédito, o SPC. Porém, ao longo dos anos, a entidade passou a ser conhecida principalmente somente por este serviço: consultar nomes de clientes inadimplentes.

Em Orleans, o novo presidente da entidade, Muriel Silvério, busca mudar esta realidade. Com o lema “Juntos Somos Mais Fortes”, o dirigente lembra que a classe precisa estar mais unida para prosperar. “A entidade oferece ajuda mútua e dá suporte. É um grupo unido com o mesmo objetivo. Se todos os comerciantes entenderem que precisamos trabalhar em conjunto, o comércio crescerá sem dúvida. Ou seja, precisam ser associados. Essa é associativismo”, lembra.

Fotos: Adriano Ghellere/Sul In Foco

Benefício, e não custo

 

Assim entende Muriel sobre o SPC/Serasa. “Este é um benefício ofertado ao associado. Algumas pessoas analisam somente o custo. Quando liberam um credito de R$ 2 mil sem consulta a um cliente, por exemplo, corre o risco de mais adiante se prejudicar no caso de inadimplência. É neste serviço onde o lojista saberá se o cliente está negativado, tendo base para liberar ou não”, afirma.

E segue a lista de benefícios aos associados. Além da consulta ao SPC/Serasa, o associado tem direito a descontos em cursos, treinamentos, workshops, cursos de até 15% em cursos de pós-graduação junto ao Unibave, clínicas, hospitais, além de gratuidade em campanhas promocionais realizadas pela entidade. “Estamos com uma parceria muito boa com a empresa de máquinas de cartões Stone. Diversos lojistas já aderiram e estão usufruindo de taxas bem diferenciadas na hora da venda”, comenta Silvério.

E quanto custa?

Atualmente, os comerciante associado junto ao CDL de Orleans investe entre R$40 e R$75 ao mês. “São duas modalidades que pode ser analisada pelo comerciante. Nosso objetivo é que todos cresçam e se fortaleçam cada vez mais. Porém, para que isso aconteça, precisamos estar unidos. Neste ano, estamos com um projeto bastante grande em parceria com a prefeitura municipal, que acredita no comércio. Temos que motivar todos a participarem”, finaliza Silvério.

Mais informações, podem ser obtidas pelo telefone da CDL no (48) 3466 0194.

Notícias Relacionadas

ExpoMais é oficialmente lançada nesta segunda-feira

O evento terá palestras principais com nomes de renome nacional, além de outros espaços que estarão à disposição do público e que serão reveladas no evento de lançamento desta segunda-feira.

Apoio ao candidato Vitorassi para eleição da Coorsel se intensifica durante reuniões com associados

Na noite de hoje (16), às 19h30min, os associados da comunidade de São Gabriel são convidados a participarem do encontro com os candidatos, em Treze de Maio.

Ex-secretário de Administração de Orleans e empresa tem bens bloqueados

Segundo o Ministério Público, Eduardo Bertoncini era responsável pela pasta na gestão do ex-prefeito Marco Antônio Bertoncini Cascaes

Índices de crimes caem bruscamente em Orleans

Segundo dados divulgados pela Polícia Civil, houve redução de 300% dos crimes de roubo e quase 30% do número de furtos.