Geral

Cerbranorte comemora 56 anos de história

Para celebrar o aniversário, um bolo será servido aos associados e consumidores que forem até a cooperativa na sexta-feira, dia 2.

Ata da primeira reunião – Foto: Divulgação

“Aos dois dias do mês de fevereiro do ano de 1962, às 15 horas, na cidade de Braço do Norte, município de idêntica denominação, Estado de Santa Catarina, em uma das salas da Prefeitura Municipal, reuniram-se de livre e espontânea vontade em Assembleia com o fim de constituir uma sociedade cooperativa”.

Assim começou a história da Cerbranorte, documentada na ata da primeira Assembleia da cooperativa, que nasceu quando Braço do Norte tinha apenas sete anos. Uma mostra de que o desenvolvimento da cidade ao longo dos anos está intimamente ligado ao sucesso da cooperativa.

Primeiro local de atendimento da Cerbranorte – Foto: Divulgação

Até a fundação da Cerbranorte, a energia elétrica, que chegou ao município em meados de 1929, era administrada pela Prefeitura Municipal. A cooperativa, então, surgiu a fim de atender uma necessidade de empresários e industriais da época, que ansiavam por uma melhor perspectiva relacionada ao fornecimento de energia elétrica.

A primeira Assembleia, presidida por Dorvalino Locks, contou com a participação de cidadãos conhecidos na história do município, entre eles, Heriberto Effting, Celso Kindermann, Lady Fornazza e o Padre Valentin Oenning, que se efetivaram entre os primeiros 41 associados. Nascia naquele dia, na sede da prefeitura, a Sociedade Cooperativa de Eletrificação Rural de Braço do Norte de Responsabilidade Limitada.

  • Evanísio Uliano 1995-2009
  • Celso Kindermann 1983-1986
  • Dorvalino Locks 1962-1969
  • Valdir Willeman 2009-2011
  • Primeiro local de atendimento da Cerbranorte
  • Osmar Pedro Werner 1969-1972
  • Gelson Cláudio 1972-1983
  • Luiz Kuerten 1989-1995
  • Joaci Nunes 1986-1989
  • Toninho

O objetivo dos fundadores, conforme registro na ata da primeira Assembleia era “oferecer a seus associados, dentro de sua área de atuação, energia elétrica produzida pela Companhia Siderúrgica Nacional, visando atender os serviços de iluminação pública e dos estabelecimentos públicos de sua sede e promover o desenvolvimento rural e urbano”. Com esta finalidade, os fundadores foram em busca de empréstimo nos primeiros anos, a fim de dar continuidade a construção de redes e manter as já existentes.

O primeiro desafio da diretoria foi aumentar a capacidade de produção, já que a usina da represa não permitia mais novas ligações. Em uma ação cooperativista entre a Comissão de Energia Elétrica de Santa Catarina e a população de Braço do Norte, foi construída uma subestação em Gravatal, com rede de transmissão vinda da Companhia Siderúrgica Nacional, de Tubarão, inaugurada em 5 de agosto de 1965.

No dia 28 de fevereiro de 1969, após ficar sete anos sob a administração de Dorvalino Locks, foi realizada a primeira eleição da cooperativa. Na ocasião, após receber o voto da maioria dos 86 associados, Osmar Pedro Werner foi eleito. Três anos depois, em 1972, Gelson Cláudio assumiu a presidência, e foi em sua administração que a cooperativa se filiou à Federação das Cooperativas Rurais de Santa Catarina, a atual Fecoerusc.

E foi na última gestão de Gelson Cláudio, quando completou sua maioridade, que a cooperativa começou a se desenvolver de forma significativa. Até esta época, apenas metade da população tinha energia elétrica, e foi no mandato de Gelson que foi criado um projeto para eletrificar todas as casas da cidade.

Gelson Cláudio ficou na presidência até 1983, quando Celso Kindermann assumiu. Já em 1986, Joaci Nunes se tornou presidente. Nessa época, a cooperativa começou a fazer uso de equipamentos mais avançados na execução dos trabalhos.

Em 1989, Luiz Kuerten, o Tilico, assumiu a cooperativa e a conduziu até 1995. Foi Tilico que deu o pontapé inicial para a construção da sonhada PCH Capivari. Evanísio Uliano assumiu o cargo em 1995. Nessa época, a cooperativa já era considerada uma empresa sólida e passou a desenvolver projetos sociais a fim de aproximar os cooperados e atender seus anseios. Também foi nesse período que o contrato com a Aneel foi assinado. De 2009 a 2011, Valdir Willemann, o Voico, esteve à frente da cooperativa. Voico, que era vice-presidente, ficou a frente da cooperativa quando Evanísio se tornou prefeito. Foi ele quem deu início ao processo de regulamentação.

Em 2011, Antônio José da Silva, o Toninho, assumiu a responsabilidade e vem conduzindo a cooperativa até hoje. Desde 2011, muitas foram as conquistas. Entre as mais recentes, destaque para a Subestação Cerbranorte, inaugurada em 2014, e a tão sonhada Pequena Central Hidrelétrica Capivari, finalizada em 2017. “É uma satisfação fazer parte dessa história. É momento de lembrar e agradecer todos os fundadores pela coragem e determinação. Agradeço também aos associados pela confiança e garanto que vamos continuar trabalhando, até o último dia, para que a cooperativa continue crescendo e proporcionando desenvolvimento para Braço do Norte e toda a região. Passamos por momentos difíceis, de adaptação com a regulamentação, mas deu tudo certo. Assumimos um compromisso de trabalho e estamos honrando”, destaca o presidente.

Os 41 primeiros associados da Cerbranorte

Osmar Pedro Werner
Félix Volpato
Heriberto Effiting
Turíbio Schmidt
Evaldo Speck
Guilherme Daufenbach
Daniel Brünning
Guilherme Augusto Boeing
Elaudio Michels
Manoel João da Cunha
Bernardo Wiggers
Celso Kinderman
Heitor Cunha
José Estevão Arruda
José Watekemper
Gregório Niehues
Isidoro Schlickmann
Davi Virtuoso
Osvaldo Westphal
Lady Fornazza
Érico Speck
Valentim Oenning
José Salvalágio
Lourenço Oenning
João Teodoro Niehues
Danilo Michels
Jovelino Savi
Walter Azevedo
Francisco Coelho
Dorvalino Locks
Arthur José Miranda
João karllos Della Giustina
José de Oliveira Souza
Tancredo Westphal
José Sebold
Ângelo Sandrini
Pedro Jacó Stüpp
João Wiggers
Arlindo Niehues
Bento Joaquim Rogério
Pedro Michels

Data será comemorada com bolo

Para celebrar os 56 anos da Cerbranorte, um bolo será servido aos associados e consumidores que forem até a cooperativa na sexta-feira, dia 2. Uma maneira singela de agradecer a todos pela cooperação e confiança. “Com esse gesto simples, queremos agradecer todos os associados e consumidores pela confiança que foi depositada em nós”, comenta Toninho. “Agradeço também, em nome de toda a diretoria, a todos os funcionários que se dedicam diariamente para o sucesso da cooperativa”, completa.

Colaboração: Elizângela De Bona Laurindo – Assessora de Comunicação da Cerbranorte

Notícias Relacionadas

Amurel recomenda que municípios adotem nova quarentena por causa da Covid-19

Associação dos Municípios da Região de Laguna (Amurel) contempla 18 prefeituras. A situação da região é considerada gravíssima pelo governo de Santa Catarina em relação à doença.

Feirão Roluza sorteia 11 vale compras em comemoração ao aniversário da loja

A loja está repleta de novidades para atender o movimento de fim do ano, com reposição semanal. Quem comprar na Roluza concorrerá a um carro 0 km.

Clínicas e laboratórios particulares de Braço do Norte terão que informar a Prefeitura sobre exames para Covid-19 realizados

O Decreto 026/2020, assinado pelo prefeito, Beto Kuerten Marcelino, na noite deste domingo (12), visa garantir a transparência sobre os dados da doença no Município.

Idoso capota carro sobre a Ponte Anita Garibaldi, em Laguna

Motorista de aproximadamente 80 anos estava sozinho quando perdeu o controle do veículo com placas de Braço do Norte.