Geral

Cerbranorte tem redução na tarifa de energia elétrica

Para o consumidor residencial, o ajuste negativo representa um desconto de 4,61%.

Foto: Divulgação

A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) se reuniu, nesta terça-feira, dia 28, em Brasília, para aprovar as novas tarifas de consumo de energia que devem vigorar a partir do dia 30 de setembro. Ao todo, 21 permissionárias de distribuição de energia tiveram suas tarifas reajustadas, inclusive a Cerbranorte, que teve um reajuste médio de – 2,60%, o que representa uma redução no valor da tarifa.

Para o consumidor residencial, o ajuste negativo representa um desconto de 4,61%. Para Itamar José de Almeida, gerente de regulação da cooperativa, esse resultado é consequência da boa gestão e da compra de energia no mercado livre, realizada no ano passado. “Foi uma terça-feira de boas notícias para os consumidores da Cerbranorte. Uma redução na tarifa neste momento que o país enfrenta uma crise hídrica é motivo de comemoração”.

Mas, ainda assim, a cooperativa solicita atenção nos próximos meses, tendo em vista que a bandeira tarifária vigente até 30 de abril de 2022 é a Bandeira de Escassez Hídrica. Ou seja, as faturas sofrem um acréscimo de R$ 14,20 a cada 100 kWh e, com o aumento das temperaturas, haverá também o aumento considerável no consumo devido à utilização dos equipamentos de refrigeração e condicionadores de ar, aumentando em média 30% a energia consumida.

Notícias Relacionadas

Empresa terá que pagar multa por corte indevido de energia elétrica em Criciúma

O caso foi julgado pelo Juizado Especial Cível da comarca de Criciúma em pouco mais de um mês do início da ação. A rapidez se deve ao uso do sistema e-proc.

Cerbranorte lança projeto “Energia Positiva” com apoio de voluntárias

Primeira ação do projeto será uma palestra sobre o tema “Depressão: baixa autoestima”, nesta terça-feira (19), na Afuc.

Reunião discute fornecimento de energia elétrica para bairros da região agrícola de Criciúma

Pauta foi discutida pelo prefeito Clésio Salvaro em encontro virtual realizado com o presidente da Celesc, Cleicio Poleto Martins

Três anos depois de inaugurada, Ponte Anita Garibaldi continua “sem dono”