Geral

Chefe do MPSC defende uniformidade entre Estado e municípios para o enfrentamento da covid-19

Em reunião por videoconferência com o Governo do Estado, Prefeitos e Assembleia Legislativa, o PGJ, Fernando da Silva Comin, defendeu a adoção urgente de medidas restritivas mais eficazes, com base em critérios técnicos, sob pena de a gestão da pandemia em nosso estado se transformar em caos.

Divulgação

O Procurador-Geral de Justiça, Fernando da Silva Comin, defendeu, na tarde desta terça-feira (23/2), em reunião por videoconferência com o Governo do Estado, Prefeitos e Assembleia Legislativa, a adoção urgente de medidas restritivas mais eficazes, com base em critérios técnicos, sob pena de a gestão da pandemia em nosso estado se transformar em caos.

“Apenas ampliar o número de leitos de UTI no estado não será suficiente para salvar vidas. Não estamos aguardando; já estamos lidando com o colapso da saúde em Santa Catarina. Precisamos reduzir a necessidade de hospitalização”, ressaltou o chefe do Ministério Público de Santa Catarina, que participou da reunião a convite do Executivo estadual.

Comin frisou, ainda, a necessidade de uniformidade entre Estado e municípios. Afirmou que o momento não requer discussão acerca de quem é o responsável por essa ou aquela prática. “Precisamos de medidas que sejam abraçadas por todos”, disse Comin.

Os Promotores e as Promotoras de Justiça de todas as regiões do estado vêm atuando desde o início da pandemia. Já são quase 4, 5 mil iniciativas judiciais e extrajudiciais instauradas para recomendar, cobrar e fiscalizar a aplicação das medidas de contenção à covid-19.

A reunião desta tarde foi conduzida pelo Executivo estadual para tratar do atual cenário da pandemia em Santa Catarina, bem como das ações de governo e construção de novas medidas para enfrentamento da covid no estado.

Também participaram da reunião, pelo MPSC, o Subprocurador-Geral de Justiça para Assuntos Institucionais, Promotor de Justiça Alexandre Estefani, o Coordenador do Centro de Apoio Operacional dos Direitos Humanos e Terceiro Setor, Promotor de Justiça Douglas Martins, e o Promotor de Justiça Luciano Trierweiller Naschenweng, titular da 33ª Promotoria de Justiça da Capital com atuação estadual na área da saúde.

Notícias Relacionadas

Traficantes são presos em Braço do Norte

Foram apreendidas sete embalagens de cocaína prontas para a venda, 12.4 gramas de maconha e um R$ 6.500,00.

Domingo (11) com sol na maior parte do dia em SC

Temperatura alta, declinando no final do dia.

Mulheres vítimas de violência doméstica poderão ter cota de vagas de emprego em SC

A iniciativa determina que agências de emprego públicas e privadas devem reservar, no mínimo, 5% do total de vagas de trabalho existentes no cadastro para vítimas de violência doméstica ou familiar.

Novo presidente do TRE-SC toma posse na próxima sexta-feira (16)

Na mesma ocasião, o desembargador Leopoldo Augusto Brüggemann tomará posse como vice-presidente e corregedor regional eleitoral.