Oeste

Chuva forte alaga ruas, inunda casas e deixa famílias desabrigadas

A Defesa Civil registrou transtornos em Xanxerê, Vargeão, Passos Maia, Abelardo Luz, Ponte Serrada e Chapecó.

Alagamentos foram registrados em diversos pontos de Xanxerê — Foto: Defesa Civil/Divulgação

A chuva intensa registrada na região Oeste de Santa Catarina na últimas horas desta sexta-feira (15) causou destelhamentos e deixou famílias desabrigadas e desalojadas. A Defesa Civil registrou transtorno e alagamentos em Xanxerê, Vargeão, Passos Maia, Abelardo Luz, Ponte Serrada e Chapecó. Não houve feridos.

Xanxerê

A Defesa Civil registrou alagamentos em diversos pontos da cidade, sendo os bairros Vila União, Dos Esportes e Centro. As comunidades do interior de Linha Passo Trancado e Linha Invernadinha foram as mais afetadas, segundo o órgão.

Também foram registrados deslizamentos e cinco pessoas ficaram isoladas por conta do temporal.

Alagamentos foram registrados em diversos pontos de Xanxerê — Foto: Defesa Civil/Divulgação Alagamentos foram registrados em diversos pontos de Xanxerê — Foto: Defesa Civil/Divulgação
Alagamentos foram registrados em diversos pontos de Xanxerê — Foto: Defesa Civil/Divulgação

Vargeão

Em Vargeão, as aulas na região de Linha Urumbeva foram canceladas nesta sexta-feira (15), por causa dos problemas nas vias de acesso a unidade de ensino.

Rios e córregos transbordaram em diversos pontos, impedindo a passagem de veículos. Houve alagamento de casas e de estabelecimentos comerciais. Também foram registrados deslizamentos. Os locais considerados críticos e de risco de desabamentos foram isolados e sinalizados.

Em Vargeão houve deslizamentos — Foto: Defesa Civil/Divulgação

Ponte Serrada

Em Ponte Serrada, 20 pessoas ficaram desabrigadas e dez desalojadas. Um abrigo foi aberto no bairro São Sebastião, o mais afetado por alagamentos, de forma preventiva e quatro famílias foram para o local.

No setor, outras famílias foram retiradas das áreas alagadas e levadas para casas de parentes. Se a chuva persistir, outras serão retiradas de forma preventiva.

Famílias ficaram desabrigadas em Ponte Serrada — Foto: Defesa Civil/Divulgação

Abelardo Luz

Pelo menos 15 pessoas ficaram desalojadas em Abelardo Luz. Também houve registro de alagamentos em diversos pontos da cidade. O rio Lajeado Gregório saiu de sua calha normal, e ocorreu alagamentos pontuais que atingiu cinco casas.

Passos Maia

Em Passos Maia, o Rio Bebedouro causou alagamento no Centro. Uma família precisou ser retirada e foi para casa de familiares.

Além dos deslizamentos, uma árvore caiu na rodovia SC-154, onde o trânsito ficou parcialmente obstruído.

Chapecó

A Central de Plantão Policial (CPP) de Chapecó precisou suspender as atividades nesta sexta-feira (15), após a chuva que atingiu a região e inundar a unidade. O imóvel que fica no bairro Passo dos Fortes passa por obras de manutenção e reforma no telhado, o que pode ter causado o acúmulo significativo de água e causado o alagamento.

Um informativo foi colocado na entrada sobre a interrupção dos trabalhos na sede. Segundo a Polícia Civil, apenas os casos de emergência como flagrantes estão sendo feitos no local.

Delegacia de Chapecó interrompeu o atendimento após o alagamento — Foto: Reprodução/ NSC TV

Com informações do G1SC

Notícias Relacionadas

Alagamentos e enchentes exigem ações para prevenção de doenças

Defesa Civil mantem alerta para riscos de alagamentos e deslizamentos

Residências de Imbituba registraram problemas. A principal recomendação de precaução é para que as pessoas evitem contato com a água em locais inundados.

Temperaturas voltam a subir nesta segunda-feira e SC tem previsão de chuva rápida

A partir da tarde, irá ocorrer a passagem de uma frente fria no Sul e no Litoral.

Momento preocupante nas regiões da Amrec e da Amurel por causa da forte chuva

Defesa Civil, Bombeiros e Polícia Militar atuam no socorro em várias cidades da região