Oeste

Chuva forte alaga ruas, inunda casas e deixa famílias desabrigadas

A Defesa Civil registrou transtornos em Xanxerê, Vargeão, Passos Maia, Abelardo Luz, Ponte Serrada e Chapecó.

Alagamentos foram registrados em diversos pontos de Xanxerê — Foto: Defesa Civil/Divulgação

A chuva intensa registrada na região Oeste de Santa Catarina na últimas horas desta sexta-feira (15) causou destelhamentos e deixou famílias desabrigadas e desalojadas. A Defesa Civil registrou transtorno e alagamentos em Xanxerê, Vargeão, Passos Maia, Abelardo Luz, Ponte Serrada e Chapecó. Não houve feridos.

Xanxerê

A Defesa Civil registrou alagamentos em diversos pontos da cidade, sendo os bairros Vila União, Dos Esportes e Centro. As comunidades do interior de Linha Passo Trancado e Linha Invernadinha foram as mais afetadas, segundo o órgão.

Também foram registrados deslizamentos e cinco pessoas ficaram isoladas por conta do temporal.

Alagamentos foram registrados em diversos pontos de Xanxerê — Foto: Defesa Civil/Divulgação Alagamentos foram registrados em diversos pontos de Xanxerê — Foto: Defesa Civil/Divulgação
Alagamentos foram registrados em diversos pontos de Xanxerê — Foto: Defesa Civil/Divulgação

Vargeão

Em Vargeão, as aulas na região de Linha Urumbeva foram canceladas nesta sexta-feira (15), por causa dos problemas nas vias de acesso a unidade de ensino.

Rios e córregos transbordaram em diversos pontos, impedindo a passagem de veículos. Houve alagamento de casas e de estabelecimentos comerciais. Também foram registrados deslizamentos. Os locais considerados críticos e de risco de desabamentos foram isolados e sinalizados.

Em Vargeão houve deslizamentos — Foto: Defesa Civil/Divulgação

Ponte Serrada

Em Ponte Serrada, 20 pessoas ficaram desabrigadas e dez desalojadas. Um abrigo foi aberto no bairro São Sebastião, o mais afetado por alagamentos, de forma preventiva e quatro famílias foram para o local.

No setor, outras famílias foram retiradas das áreas alagadas e levadas para casas de parentes. Se a chuva persistir, outras serão retiradas de forma preventiva.

Famílias ficaram desabrigadas em Ponte Serrada — Foto: Defesa Civil/Divulgação

Abelardo Luz

Pelo menos 15 pessoas ficaram desalojadas em Abelardo Luz. Também houve registro de alagamentos em diversos pontos da cidade. O rio Lajeado Gregório saiu de sua calha normal, e ocorreu alagamentos pontuais que atingiu cinco casas.

Passos Maia

Em Passos Maia, o Rio Bebedouro causou alagamento no Centro. Uma família precisou ser retirada e foi para casa de familiares.

Além dos deslizamentos, uma árvore caiu na rodovia SC-154, onde o trânsito ficou parcialmente obstruído.

Chapecó

A Central de Plantão Policial (CPP) de Chapecó precisou suspender as atividades nesta sexta-feira (15), após a chuva que atingiu a região e inundar a unidade. O imóvel que fica no bairro Passo dos Fortes passa por obras de manutenção e reforma no telhado, o que pode ter causado o acúmulo significativo de água e causado o alagamento.

Um informativo foi colocado na entrada sobre a interrupção dos trabalhos na sede. Segundo a Polícia Civil, apenas os casos de emergência como flagrantes estão sendo feitos no local.

Delegacia de Chapecó interrompeu o atendimento após o alagamento — Foto: Reprodução/ NSC TV

Com informações do G1SC

Notícias Relacionadas

Alagamentos e enchentes exigem ações para prevenção de doenças

Sexta-feira tem sol em SC; tempo muda no fim de semana

Sábado deve ter chuva em algumas regiões. No domingo, chega uma massa de ar frio.

Serra do Rio do Rastro fica interditada temporariamente após vendaval

Houve queda de algumas pedras, árvores e postes sobre a rodovia. Nesta manhã de terça (12), o trânsito flui normalmente no trecho, porém, com registro de vento e muita chuva.

Defesa Civil mantem alerta para riscos de alagamentos e deslizamentos

Residências de Imbituba registraram problemas. A principal recomendação de precaução é para que as pessoas evitem contato com a água em locais inundados.