Geral

Chuva provoca alagamentos em cidades da região

Até o momento, foram 82 milímetros em Içara, 77 milímetros na região no Pinheirinho e 62 milímetros na área Central de Criciúma

A forte chuva que seguiu intensa quase toda a tarde desta segunda-feira, alagou a cidade de Criciúma e alguns municípios vizinhos. De acordo com o climatologista da Epagri de Urussanga, Márcio Sônego, choveu o correspondente para todo o mês de maio. “A média histórica é de 85 milímetros de chuva para este mês. Já choveu até mais em alguns municípios”, conta o especialista.

Segundo site Engeplus, até o momento, foram 82 milímetros em Içara, 77 milímetros na região no Pinheirinho e 62 milímetros na área Central de Criciúma. “A previsão é que chova até as 21 horas. Após esse horário a chuva até pode permanecer, mas será mais fraca”, antecipa Sônego e acrescenta, “esse total acumulado não era esperado. Sabíamos da chuva e do vento, mas a quantidade de água foi surpresa”, diz.

Em Tubarão, o volume de chuva passou da previsão para o mês de maior que era de 80 milímetros, segundo a Defesa Civil.

Além de ruas alagadas, houve deslizamento de terra num bairro e casas foram invadidas pela água na região central.

Os bairros Oficinas, Santo Antonio de Pádua, Humaitá e Dehon são os mais afetados.

No Farol de Santa Marta, em Laguna, os ventos chegaram a 103 km/h. As ondas chegam a 2 metros na costa catarinense.

  • c00d19fb0f653b645c4df27ee49f97aa
  • f2e787738a04e3ba76e30c7570a538f3
  • 65d3117d8bf62b3a32d840e3b833f32f
  • 7efa4b3312dd89e55fddbd1a5d690a41
  • f813b7b1f9f33736ff227dfdd186fe4d
  • 705a93bfd2f881073fa78297110657ef
  • ef9400df0b74ef6ed761f657c190c541