Giro Estadual

Ciclone provoca maré alta e ressaca, e litoral de SC sofre danos

Em Passo de Torres, abastecimento de água foi interrompido. Em Florianópolis, nível da maré chegou a 1,78m.

Foto: Reprodução/NSC TV

A passagem de um ciclone provocou ressaca e maré alta, levando estragos ao litoral catarinense na madrugada deste sábado (4) e um novo pico é esperado para o período da tarde. Em Florianópolis, o nível da maré chegou a atingir 1,78 m por volta da 0h35, informou o chefe da Defesa Civil da capital, Luiz Eduardo Machado. Não há registros de feridos no estado.

Segundo a Defesa Civil de Santa Catarina, em Passo de Torres, no Sul, o abastecimento de água foi interrompido porque a maré alta represou do rio Mampituba e, consequentemente, houve a salinização da Sanga Estiva dos Rodrigues, onde ocorre a captação. A Companhia Catarinense de Água e Saneamento (Casan) está tentando normalizar a situação.

Foto: Reprodução/NSC TV

Em Balneário Barra do Sul, no Litoral Norte catarinense, houve danos nas vias públicas e, em São Francisco do Sul, na mesma região, foram registrados estragos nas praias da Enseada, Prainha, Praia Grande e Ubatuba e em ruas, calçadão e escadas de acessibilidade.

Na Ilha de Santa Catarina, a região mais afetada foi a Sul, mas houve reflexos também no Norte, informou Machado.

Em Tijucas, na Grande Florianóopolis, Informações preliminares da Defesa Civil do município apontaram que residências foram alagadas pela ressaca . Cestas básicas foram distribuídas e está sendo analisada a necessidade de retirada de famílias em função da maré, que deve voltar a subir na próxima madrugada.

A Defesa Civil estadual ainda avalia os danos em outros municípios.

Com informações do G1 SC

Foto: Defesa Civil/Divulgação

Notícias Relacionadas

Caixa libera saque do auxílio emergencial a 3,4 milhões de beneficiários nascidos em agosto

Nascidos em agosto podem resgatar ou transferir o valor que já havia sido depositado em conta digital, movimentada por aplicativo

Copa do Brasil: CBF altera fórmula e edição 2021 terá uma fase a menos

Clubes classificados por outras competições ingressam na 3ª fase.

Defesa Civil de Criciúma orienta população sobre como agir durante eventos meteorológicos

Orientações são em situações de tempestades com ventos fortes e raios, alagamentos e inundações e deslizamento de terra.

Caixa assume gestão dos recursos e pagamentos do Dpvat

Presidente da Caixa, Pedro Guimarães, dá detalhes sobre a mudança.