Geral

CIM-AMREC recebe auditoria do MAPA

O processo pode levar a região a receber o selo do Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISBI).

Foto: Comunicação AMREC

Quatro agroindústrias dos municípios de Içara, Criciúma, Siderópolis e Lauro ller estão recebendo durante esta semana a visita de auditorias de fiscais federais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). O processo pode levar a região a receber o selo do Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISBI), por meio do Consórcio Intermunicipal Multifinalitário da Associação dos Municípios Região Carbonífera (CIM-AMREC).

A visita começou na segunda-feira e vai até quinta-feira, 19. Passando por momentos de conferência de documentos na sede da AMREC e de visitas nos estabelecimentos que são do ramo de hambúrguer, ovos, peixes e leite. O selo permitirá a essas agroindústrias possam comercializar seus produtos em todo Brasil.

Conforme a auditora fiscal federal agropecuária, Jamyle Saad Maiolino Vianna, o principal trabalho dos fiscais é avaliar a conformidade do Serviço de Inspeção e a equivalência do serviço junto ao MAPA. “O serviço está bem estruturado. Temos uma boa avaliação até o momento, com os veterinários tendo domínio do serviço. Mas ajustes sempre são necessários, assim como nas agroindústrias. Com alguns ajustes, nós acreditamos que vai ser favorável”, comenta Jamyle, que veio acompanhada de outro auditor, Luciano Siqueira.

Os trabalhos de vistorias estão sendo feitos pelo MAPA, mas com acompanhamento da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc). O veterinário da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (EPAGRI), que apoia e dá suporte a região, está acompanhando as visitas, junto dos veterinários das prefeituras da região.

O resultado da auditoria deve sair só na próxima semana. Conforme a fiscal, o procedimento será o encaminhamento do relatório final ao Ministério de Agricultura. Depois, o relatório com as não conformidades será encaminhado ao CIM-AMREC, que deverá apresentar um plano de ação para atender essas não conformidades. Depois de executado o plano de ação, deve ocorrer uma nova auditoria, que poderá ser apenas on-line, para aí sim, receber o tão sonhado selo.

Sobre o projeto CONSIM

O Consórcio CIM-AMREC participou de uma seleção junto a consórcios de todo o Brasil para receber uma capacitação oferecida pelo MAPA para orientação dos serviços de inspeção e das agroindústrias participantes do Projeto-piloto CONSIM 2020. A oficina reúne empresários, donos das agroindústrias, os Responsáveis Técnicos (RT) e os veterinários das prefeituras da região dos 12 municípios da AMREC, além de prefeitos, que participaram em momentos pontuais. O projeto já deveria ter sido encerrado em maio, pela previsão, mas o contexto da pandemia acabou atrasando todo o cronograma.

Selo em outras agroindústrias

Conforme a veterinária do CIM-AMREC, Mariah de Freitas Marques, novas agroindústrias da região que desejarem pedir o selo SISBI devem fazer a solicitação ao Serviço de Inspeção Municipal (SIM), que encaminhará ao Consórcio.

No futuro, o próprio Consórcio poderá fornecer o selo a agroindústrias do mesmo tipo que já foram inspecionadas. Caso de indústrias de ovos, leite, peixes, carne. Caso o produto de origem animal seja diferente, caso, por exemplo do mel, é necessário uma nova auditoria de fiscais do MAPA.

Colaboração: Comunicação AMREC

Foto: Comunicação AMREC

Notícias Relacionadas

Projeto Ver retorna ao Sul do Estado com 990 cirurgias de catarata

Nesta quarta-feira (14), iniciam as cirurgias de catarata para 207 pacientes da Amrec, em Nova Veneza, e da Amurel, em Braço do Norte.

Momento preocupante nas regiões da Amrec e da Amurel por causa da forte chuva

Defesa Civil, Bombeiros e Polícia Militar atuam no socorro em várias cidades da região

Região da Amrec vai impor maior rigidez para aumentar o distanciamento social

Os prefeitos da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec), em conjunto com secretários de saúde, estiveram reunidos na sede da Associação para debater as medidas de combate a pandemia

Soluções para agilizar serviços do SVO são discutidas na AMREC