Geral

Cocal do Sul celebra aniversário de 30 anos com a VIII Cocalfest

Programação da festa, que aconteceu entre os dias 24 e 26, contou com diversos shows locais, gastronomia e entretenimento

Divulgação

A Cocalfest é um evento tradicional, que acontece todos os anos, promovido pelo Governo de Cocal do Sul, que tem o objetivo de resgatar as origens, tradições e costumes através da cultura e gastronomia típica, em alusão ao aniversário da cidade. Neste ano, a festa aconteceu no Centro de Eventos e contou com a presença do público nos três dias, de sexta a domingo. Shows locais não só embalaram a oitava edição do evento como também mostraram os talentos na música que a cidade possui.

A noite de sexta-feira (24) abriu a oitava edição da Cocalfest, com o 1º Festival da Canção, no qual 15 músicos com composições autorais e inéditas se inscreveram e foram avaliados por cinco jurados. Jorge Nando foi quem garantiu a primeira colocação, levando o prêmio de mil reais, a gravação da sua música e também um videoclipe. Jorge Fidélis ficou em segundo lugar, levando para casa o prêmio de R$ 800,00 e Vittor Souza com a banda Rock Retrô, ocupando o 3º lugar, ficaram com prêmio de R$ 500,00.

Após o festival, o cantor Filipe Martyn se apresentou em um show acústico, com um repertório sertanejo e animando o público, que se manteve sentado e seguindo todas as normas sanitárias para a realização do evento. Toda a programação da Cocalfest foi transmitida ao longo dos três dias através de live nas redes sociais da Prefeitura.

A Cocalfest contou com o apoio das Vigilâncias Sanitária e Epidemiológica, polícias Civil e Militar, Defesa Civil e Secretaria de Saúde, garantindo a segurança de todos. Devido à pandemia, a ocupação também foi limitada. A gastronomia foi variada e todo o lucro arrecadado foi destinado às entidades pertencentes ao município, que são ONGs, associações de moradores e instituições.

No sábado, a manhã foi cheia de diversão com as Olimpíadas Coloniais, na qual o grupo da terceira idade participou. Foram diversas provas que iam desde corrida no carrinho de mão até arremesso do milho. Os idosos foram divididos em três grupos e conforme iam realizando as provas, iam sendo premiados com medalhas.

Muitos shows locais também embalaram o sábado, desde a manhã até à noite, com Deivid Della Bruna, Vittor Souza, Maurício Onofre, Ozel Rock, Arthur Villar, Heck Laurindo e Valmício de Pieri. As crianças também participaram de uma tarde repleta de atrações, no Salão Paroquial.

O domingo, dia do aniversário da cidade, iniciou com a missa especial celebrada pelo padre Jiovani Manique Barreto. Logo em seguida, as autoridades, ao lado da Corte da Cocalfest e Corte da 3ª idade, se reuniram para o corte do bolo. O primeiro prefeito do município, Ítalo Rafael Zacccaron, foi quem acendeu a vela e todos cantaram os parabéns.

O dia seguiu com brinquedos na área de lazer e Trenzinho da Alegria, programação voltada ao público infantil, além de shows no Centro de Eventos, com Maicon Lilo, Giovani e Patrícia e DJ Lukas Carara. Também teve momento de muito louvor e fé, com a tarde gospel, onde algumas bandas se apresentaram, reunindo diversas religiões.

Às 18h, foi o encerramento da programação da Cocalfest na inauguração do tão sonhado pronto atendimento 24 horas, na Unidade de Referência, na área central da cidade. Em uma cerimônia emocionante, foi dado início aos trabalhos que agora funcionarão todos os dias 24 horas, atendendo a uma demanda de muitos anos.

Origem da Cocalfest

O município de Cocal do Sul com um pouco mais de 16,8 mil habitantes, se destaca pela economia gerada principalmente pelo setor cerâmico. Sua colonização está absolutamente ligada à chegada dos primeiros colonos a muitos outros lugares do sul catarinense, que ocorreu por volta de 1880, quando inúmeras famílias oriundas da Itália, Polônia e Rússia se instalaram entre os municípios de Urussanga e Criciúma.

A Vila de Cocal viria a se formar logo após, em 1885, com a comunidade pertencente ao núcleo Accioly de Vasconcelos, nome dado em homenagem ao inspetor de terras e colonização. E em 1991, Cocal do Sul se emancipava de Urussanga, deixando de ser um distrito e ganhando independência. De lá para cá, o município só se desenvolveu com o passar do tempo e neste domingo (26), completou 30 anos de emancipação. Por isso, o objetivo da Cocalfest é resgatar todas essas origens que fazem parte da vida dos que vivem em Cocal do Sul.

Notícias Relacionadas

Sete projetos de lei e treze preposições pautam sessão do Legislativo de Lauro Müller

Grave acidente na BR-282 deixa uma pessoa morta e outra ferida em SC

Segundo a PRF, até o momento da publicação desta matéria, o trânsito fluía lentamente nos dois sentidos da rodovia

Greve de caminhoneiros tem apoio de 48% da categoria em SC

Santa Catarina é um dos Estados que mais apresenta "resistência" à greve, aponta pesquisa que ouviu mais de 2 mil caminhoneiros em todo o Brasil

São Ludgero antecipa para amanhã (26) a segunda dose da vacina contra Covid-19

A Sala de Vacinas funciona na ESF Margem Esquerda das 7 às 16 horas sem fechar ao meio-dia