Segurança

Cocal do Sul: Segurança nas creches e escolas é tema de encontro

Diretoras e secretária municipal de educação se reuniram com o prefeito e vice-prefeito para debater possíveis soluções após a tragédia em Saudades

Divulgação

Com o objetivo de debater sobre a segurança nas escolas e creches da rede municipal de ensino de Cocal do Sul, as diretoras e a secretária municipal de Educação Raquel Romagna Quarezemin, estiveram reunidas com o prefeito Fernando de Fáveri e vice-prefeito Érik Pereira Zeferino nesta quinta-feira (20). Além disso, o encontro reacendeu esse debate após a tragédia que ocorreu recentemente no município de Saudades, com a morte de cinco pessoas de uma instituição de ensino infantil.

Durante o encontro, foram discutidas alternativas e soluções que poderão ser implantadas na rede de ensino municipal para garantir ainda mais segurança aos alunos e profissionais da educação. “Pensando em tudo que aconteceu no município de Saudades, nos faz refletir sobre as crianças, adolescentes, educadores e famílias. Sobre pensar e promover políticas públicas que educam para a paz e como podemos realizar ações para aumentar a proteção nas escolas”, declara a secretária municipal de Educação.

O município já possui protocolos de segurança em todas as instituições de ensino, porém a preocupação neste momento é em como evitar que uma tragédia como a que aconteceu em Saudades volte a acontecer, buscando medidas de segurança para deixar os pais, alunos e professores mais tranquilos.

“Estamos realizando um estudo para uma possível implantação de vigilantes em cada escola, estamos pensando em soluções relacionadas à segurança nas instituições de ensino e sabemos que cada escola tem a sua realidade e os técnicos irão dizer qual a melhor medida de segurança para cada escola”, comenta o prefeito.

Foram elencadas prioridades a curto, médio e longo prazo, para uma maior segurança no cotidiano escolar. “As famílias estão preocupadas e através dessa conversa com a administração municipal temos uma segurança maior, não sabemos qual será a resolução, mas que bom poder ter essa conversa, fiquei muito feliz”, ressalta a diretora da Instituição de Educação Infantil Zilda Bosa, Anne Meiry da Silva.

Notícias Relacionadas

Ao celebrar 25 anos, Carbonífera Catarinense reafirma o compromisso com a comunidade

Trajetória da empresa foi marcada por conquistas e investimentos no desenvolvimento, saúde e segurança da equipe e em projetos sociais e ambientais.

Homens contratados por mulher suspeita de encomendar morte do marido em SC cavaram cova durante churrasco, diz polícia

Edinei da Maia foi encontrado morto enterrado, com as mãos amarradas, em Canelinha, quatro meses após desaparecer.

Bezerro é içado após cair em poço de 6 metros de profundidade em Florianópolis

Resgate ocorreu em uma propriedade no bairro Rio Vermelho. Animal foi entregue ao proprietário.

SC tem 1,1 mil aparelhos bloqueados com o Celular Seguro em seis meses

Serviço foi criado pelo Governo Federal e tem como objetivo inibir roubos de smartphones