Esporte

Cocal do Sul terá escolinha de Futebol para meninas

As garotas serão bem-vindas para jogar futebol com acompanhamento técnico, disciplina, cooperação, autoconfiança e diversão por meio do Projeto Social Giants Kids

Divulgação

Levar a prática da paixão nacional para meninas em um espaço exclusivo parece um objetivo difícil de pensar, não é verdade? Mas em Cocal do Sul, em breve, as garotas serão bem-vindas para jogar futebol com acompanhamento técnico, disciplina, cooperação, autoconfiança e diversão por meio do Projeto Social Giants Kids. A escolinha de futebol para meninas começa a dar os seus primeiros passos e com projeção para iniciar as atividades no segundo semestre deste ano de forma gratuita.

O projeto é idealizado há anos pela técnica Jozy Almeida e auxiliar técnica, Adriana Simões. Neste ano, esse sonho começou a ganhar ainda mais força quando outras mulheres começaram a apoiar a iniciativa com o objetivo de impulsionar a causa, entre elas, a vereadora Maria Luiza Da Rolt e a bacharela em direito, Tairini Barbosa.

As idealizadoras, Jozy e Adriana explicam que a Escolinha Giants Kids será oportunizada de forma gratuita e tem o objetivo de melhorar o espaço feminino na sociedade.

“Ela faz parte de um processo educativo que visa o desenvolvimento da criança e da adolescente com igualdade de oportunidades dentro da modalidade do futebol feminino, além de buscar o sonho de se tornar uma atleta de alto rendimento. Nós estamos no meio esportivo há mais de 12 anos, e sabemos das dificuldades que encontramos ao longo destes anos. Agora que está próximo de acontecer, estamos ansiosas para corresponder as expectativas das crianças e adolescentes que estão inscritas e dizer que faremos o possível para tornar esse projeto um sucesso com a ajuda de todos os apoiadores”, enaltecem.

Nesta semana, as inscrições para participar da escolinha foram lançadas e a iniciativa foi apresentada na Câmara pela vereadora Maria Luiza.

“Esse é um projeto que leva esperança, oportunidade, educação e disciplina as nossas garotas. Eu, na minha adolescência, também participei de escolinha de futebol e sei o quanto faz bem, prepara e engaja. Existe uma demanda grande no município. Nas últimas semanas uma mãe me perguntava se havia projeto para esta modalidade. Ela dizia: Minha filha ama futebol e não consegue praticar porque não é bem-vinda junto aos meninos e porque não existe um espaço. E ai eu pensei: como é bom dar essa notícia a esses pais que motivam seus filhos e apostam no esporte. Não tenho dúvida que vamos conhecer e revelar muitos talentos por meio do futebol feminino e esse projeto será referência para toda a região”, destaca a vereadora.

Conforme Tairini o grupo esta unido para buscar apoio e recursos. “Acreditamos muito na parceria privada e pública. Dezenas de meninas entre 6 e 15 anos já se inscreveram nesta primeira semana e todo incentivo, doação, patrocínio fará muita diferença na vida de cada menina inserida neste grandioso projeto. As empresas e pessoas físicas também podem participar por meio da Lei de Incentivo ao Esporte, investindo parte do Imposto de Renda”, conclui.

Notícias Relacionadas

Em 16 meses, Covid-19 mata mais em SC do que crimes violentos ao longo de 10 anos; veja

Desde o início da pandemia até este sábado (31), doença já causou quase 18 mil óbitos no Estado; veja números das mortes violentas categorizadas por tipos de crime.

Rebeca Andrade conquista ouro para o Brasil na ginástica artística

É a segunda medalha da ginasta em Tóquio.

Qualidade da água melhora em 62,5 % dos rios de SC; veja na sua região

Boletim divulgado pelo governo estadual, porém, também aponta piora em 30% dos rios da vertente litorânea.

Jovem morre e adolescente fica ferido em ataque a tiros em Sombrio

O crime aconteceu na noite de sexta-feira (30) e os autores ainda não foram identificados.