Geral

Colearning Satc fortalece metodologia para impulsionar crescimento de startups

Meta é alcançar o número de 40 empresas incubadas até o final de 2024

O Colearning Satc já inicia 2024 buscando melhorias para impulsionar o crescimento das startups incubadas. A incubadora fortaleceu a metodologia aplicada no atendimento das empresas, que recebem suporte individualizado, de acordo com o nível de maturidade que se encontram. Ideia é possibilitar que recebam o apoio ideal para atingir os objetivos esperados.

Para identificar o nível que o negócio se encontra, a incubadora realiza um diagnóstico de maturidade. Foram elaborados em torno de 90 indicadores, que são definidos através de perguntas chaves feitas para as startups. Segundo a host do Colearning, Carol Paris, com base nesse levantamento de informações, é elaborado um plano de ação para que a empresa coloque em prática no período em que estiver incubada.

“O diagnóstico de maturidade é divido em quatro fases. Cada fase tem duração de seis meses, que é o tempo que a empresa vai ter para fazer a execução dos processos indicados pela equipe de suporte do Colearning. No final do processo é feito um alinhamento pra entender se a empresa atingiu os objetivos e vai conseguir seguir nesse ciclo”, detalha.

Com este novo formato, a incubadora passa a ter uma proximidade maior com as startups. Até o final de 2023, o espaço contava com 30 empresas incubadas. Meta é alcançar o número de 40 empresas em 2024.

Notícias Relacionadas

Homem leva tiros nas costas após confusão intensa ao sair de casa noturna em Turvo

Confusão provoca uma tentativa de homicídio em Turvo e deixa homem ferido com balas nas costas

Retorno da chuva? Após semana tranquila, tempo bom está com os dias contatos em SC

O fim de semana em SC traz uma variação de temperaturas, pois entre o sábado e o domingo podem ocorrer pancadas de chuvas em determinadas regiões

Criciúma cede o Majestoso mais uma vez ao Internacional

Jovem é preso por envolvimento em furto de motocicletas em revenda de Criciúma

O investigado já tinha sido preso por crime semelhante em 2023.