Saúde

Com 25 pessoas esperando por vaga em UTI, Moisés pede que população de SC volte a se vacinar

Metade dos pacientes que aguardam por vaga necessitam de cuidados por conta de problemas respiratórios.

Divulgação

Santa Catarina tem 25 pessoas aguardando por uma vaga em leito de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), conforme atualização da tarde desta sexta-feira (10). Além disso, o governador Carlos Moisés apelou que a população se vacine contra doenças respiratórias.

Conforme a SES (Secretaria de Estado da Saúde), sete catarinenses aguardam por vaga em leitos de UTI neonatal. Entre eles, quatro apresentam problemas respiratórios.

Enquanto isso, sete pacientes estão em busca por UTI pediátrica. Deste total, quatro precisam de cuidados por conta de doença respiratória. Por fim, 11 adultos esperam por uma vaga, sendo que dois são relacionados a doenças respiratórias.

Divulgação

De acordo com o painel de monitoramento de leitos de UTI SUS, atualizado na manhã desta sexta-feira (10), 97,81% das 1.049 unidades ativas no Estado estavam ocupadas, ou seja, apenas 23 estavam disponíveis para receber novos pacientes. Vale ressaltar que quatro regiões estavam com ocupação total. Confira:

Divulgação

Santa Catarina conta com 176 leitos ativos para atendimento de recém-nascidos. Ainda conforme a atualização da manhã desta sexta, apenas quatro unidades estavam disponíveis para atendimento geral. Enquanto isso, todos os 94 leitos pediátricos estão ocupados.

A rede pública de saúde catarinense conta com 779 leitos de UTI ativos para atendimento geral de adultos. No entanto, apenas 19 estavam disponíveis.

Governador faz apelo por vacinação

O governador de Santa Catarina, Carlos Moisés, voltou a fazer um apelo à população para que busque as vacinas contra doenças respiratórias disponíveis no sistema de saúde.

O chefe do Executivo enfatizou que dados da SES indicam que o alto índice de internações hospitalares está diretamente ligado à baixa cobertura vacinal de crianças, adultos e idosos.

“Temos vacinas disponíveis, seguras e eficientes contra a Covid-19 e contra a gripe. Novos casos de doenças respiratórias estão lotando hospitais e sobrecarregando o sistema. Em dois anos de pandemia, o Governo mais que dobrou o número de leitos na rede pública, estamos abrindo mais 82, e não tem sido suficiente diante da demanda. Vamos nos prevenir, nos cuidar e proteger quem está a nossa volta, principalmente crianças e idosos. Se você ainda não tomou as vacinas, procure um posto de saúde e faça a sua imunização”, reforçou o governador.

Ainda de acordo com o governo estadual, a cobertura vacinal da gripe está em 52% nos grupos prioritários, mas já chegou a mais de 90% em anos anteriores. Ao todo, 1.298.792 doses foram aplicadas até sexta-feira.

Também há redução na busca de imunização contra Covid-19. Atualmente, mais de 5,8 milhões de catarinenses completaram o esquema primário de vacinação, o que equivale a 86,1% da população vacinável.

Porém, apenas 47,1% da população acima dos 18 anos recebeu a dose de reforço, que está liberada para este público desde 20 de novembro de 2021.

O principal alerta é para a população acima dos 50 anos. Segundo os dados do boletim epidemiológico da Covid-19, das 77 mortes por Covid em maio deste ano, 71 deles (92%) foram de pessoas dessa faixa etária.

Nessa população, o esquema primário de duas doses ou dose única alcançou 98,2%, mas a cobertura da primeira dose de reforço ficou em 66,5%. Vale ressaltar que uma segunda dose de reforço passou a ser recomendada para uma maior proteção deste público-alvo, e menos de 10% das pessoas aptas já a recebeu.

Com informações do site ND Mais

Notícias Relacionadas

Coronavírus em SC: Governador planeja retomada gradativa da atividade econômica e projeta 713 novos leitos de UTI

O objetivo é adequar as medidas de isolamento à necessidade dos catarinenses com segurança.

Santa Catarina registra dois novos casos de coronavírus e divulga plano de contingência para enfrentar a doença

Coronavírus em SC: Santa Catarina salta 16 posições e está entre os estados com menor incidência da doença no país

As estratégias de isolamento social e combate ao coronavírus levaram Santa Catarina a avançar para posição de destaque nacional no enfrentamento à pandemia.

Valmir Jose Bratti, de 68 anos, de Orleans, recebe alta da UTI após 30 dias internado; VEJA VÍDEO

O reencontro com sua filha Natalia foi emocionante. Em meio a lágrimas de felicidade, ele foi recebido pela equipe médica com aplausos calorosos