Geral

Com alta de 4,9% em setembro, setor de serviços cresce pelo quinto mês consecutivo em Santa Catarina

Na comparação com setembro de 2019, Santa Catarina apresentou o único resultado positivo entre os 12 maiores estados produtores de serviços do país.

Divulgação

Santa Catarina registrou no mês de setembro o oitavo maior crescimento do país no volume do setor de serviços, com alta de 4,9% em comparação com agosto, mês no qual já havia crescido (3,4%), na série com ajuste sazonal. O Estado ficou atrás do Amazonas (5,4%), Alagoas (6,1%), Pará (6,5%), Rio Grande do Norte (6,7%), Roraima (8,4%), Mato Grosso do Sul (9,1)% e Piauí (11,9%), e acima da média nacional, que foi de 1,8%. Os dados foram apresentados na manhã desta quinta-feira, 12, na Pesquisa Mensal do Serviço (PMS), divulgada pelo IBGE.

Na comparação com setembro de 2019, Santa Catarina apresentou o único resultado positivo entre os 12 maiores estados produtores de serviços do país, liderando com crescimento de 3,7%. Quando comparado com todos os estados brasileiros, o Estado apresentou o quarto melhor resultado.

Os destaques para as maiores contribuições positivas, entre as cinco atividades pesquisadas, se comparado setembro deste ano com o mesmo período de 2019, foram: serviços profissionais, administrativos e complementares (25,8%), outros serviços (8,5%) e transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (5,7%). Os serviços prestados às famílias, no entanto, retraíram 22,9%, nesta comparação.

“Os números de setembro confirmam que todo o processo de retomada vem trazendo resultados positivos. Santa Catarina expandiu mais que Paraná (+2,6%) e Rio Grande do Sul (+4,0%), quando se trata do segmento de serviços. Mas, sabemos que o setor no Estado está sendo o mais impactado pela pandemia. Sigamos confiantes no crescimento catarinense”, pontua a diretora de empreendedorismo e competitividade, Aline Ghisi.

Atividade turística

O índice de atividade turística no país cresceu 11,5%, frente a agosto, quinta taxa positiva seguida, período em que acumulou ganho de 88,8%. Santa Catarina apontou um crescimento de 17,9% em relação ao mês anterior (17%). Foi a segunda alta consecutiva e a quarta desde maio.

Com informações do site Notisul

Notícias Relacionadas

Santa Catarina registra dois novos casos de coronavírus e divulga plano de contingência para enfrentar a doença

Coronavírus em SC: Santa Catarina salta 16 posições e está entre os estados com menor incidência da doença no país

As estratégias de isolamento social e combate ao coronavírus levaram Santa Catarina a avançar para posição de destaque nacional no enfrentamento à pandemia.

Produtor do melhor mel do mundo, Santa Catarina prevê safra acima da média em 2020

Santa Catarina tem uma série de fatores que, naturalmente, favorecem o cultivo de um mel diversificado e até mais puro.

Santa Catarina tem menor taxa de desocupação e de pessoas na informalidade do país, aponta IBGE

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD-Covid 19) também apontou que a proporção de domicílios que receberam algum auxílio emergencial passou de 43% em junho para 44,1% em julho