Geral

Com detalhes do protocolo e da rastreabilidade, Governo do Estado dá novo passo para realizar eventos testes com segurança sanitária

A realização de eventos testes foi anunciada pelo governador Carlos Moisés como uma possibilidade para o segundo semestre, já que a vacinação tem avançado no estado e há a previsão de vacinar toda a população adulta até o fim de outubro

Divulgação

O Grupo de Trabalho (GT) que discute a retomada de eventos no estado avança na criação de um protocolo. Nesta quinta-feira, 10, o comitê, formado pela Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur), Secretaria de Estado da Saúde e representantes de entidades do segmento, teve mais uma reunião, desta vez virtual. Com o objetivo de realizar eventos testes, os representantes envolvidos na conversa foram apresentados à empresa responsável pela plataforma de rastreabilidade que está em contratação pela Santur.

A realização de eventos testes foi anunciada pelo governador Carlos Moisés como uma possibilidade para o segundo semestre, já que a vacinação tem avançado no estado e há a previsão de vacinar toda a população adulta até o fim de outubro.

A Smart Track, empresa de Florianópolis, apresentou detalhes de como funcionará a plataforma que estará conectada ao ‘Evento Seguro’ durante a retomada das atividades do setor no Estado. Dentro das funcionalidades da plataforma, basicamente, o usuário que estiver presente em um evento realizará um ‘check-in’ e, conectado diretamente com a SES, será notificado caso tenha estado próximo de alguém positivado com o coronavírus.

Ainda em processo de contratação, a empresa realizará, juntamente com o segmento de eventos e também a Santur e a Saúde, os ajustes necessários para o aperfeiçoamento até o momento dos eventos-testes.

“Estamos avançando de forma conjunta, como deve ser, com todos os cuidados possíveis. Estamos juntos da Saúde e, em breve, com a UFSC, para nos cercar o máximo possível durante esses eventos-testes. Essa é uma prioridade da Santur e também do governador Carlos Moisés, que deseja retomar esses eventos para beneficiar o turismo e também a nossa economia”, comentou o presidente interino da Santur, Renê Meneses.

Além disso, um Termo de Cooperação será formalizado pelo Governo do Estado para poder contar com a expertise científica da Universidade Federal do Estado de Santa Catarina (UFSC) ao longo de todo o processo dos testes: pré, durante e pós.

Vale destacar que a realização dos eventos testes dependem do panorama da pandemia no Estado. Ao todo devem ser cinco testes: um congresso, um evento cultural, uma feira e um jantar e uma atividade esportiva.

Sobre o protocolo

Dentro das exigências do protocolo que está em formulação pelo grupo, estão previstas para a realização do evento a obrigação da comprovação da vacinação, apresentação do exame antígeno nas 24h anteriores, uso de máscara (N-95 ou PFF2), assinatura de termo de consentimento, distanciamento (que pode variar de acordo com o evento) e teste antígeno pós-evento.

Presentes na reunião

Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur), Secretaria do Estado da Saúde (SES) e Vigilância Epidemiológica do Estado.

Das entidades, estavam representadas na reunião a Associação Brasileira de Empresas de Eventos (Abeoc-SC), Associação Brasileira de Promotores de Eventos (Abrape-SC), União Brasileira de Feiras e Eventos de Negócios (Ubrafe), Federação dos Convention & Visitors Bureau de Santa Catarina, Floripa Convention/Fortur, Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel-SC), Senac, Fecomércio-SC e Associação Brasileira de Corridas de Rua e Esportes Outdoor (Abraceo).

Notícias Relacionadas

Pesquisa aponta aumento de casos de covid em 1.217 cidades esta semana

O número corresponde a 33,9% das 3.591 prefeituras ouvidas

Governo de SC vai prorrogar estado de calamidade pública até 30 de setembro

Com a medida, o Estado fica desobrigado de cumprir algumas metas fiscais, o que facilita o combate ao vírus

Santa Catarina avança na certificação de propriedades livres de brucelose e tuberculose

A intenção da Secretaria da Agricultura é ampliar o número de certificações, para que esse seja mais um diferencial competitivo do agronegócio catarinense

Governo do Estado abre licitação para elaboração de estudo para criação de rodovia alternativa à BR-101 Norte

A empresa que for selecionada na licitação terá seis meses para executar um estudo identificando onde poderá passar essa nova rodovia