Trânsito

Com o rigor da nova lei, motoristas estão mais conscientes

Nenhum motorista abordado pela Polícia Rodoviária no fim de semana em Lauro Müller apresentou sinais de embriaguez

A nova “Lei Seca” mais rigorosa e em vigor em todo o país desde o dia 21 de dezembro de 2012, parece estar funcionando e cumprindo o seu papel de diminuir os casos de embriaguez ao volante, pelo menos, em Lauro Müller, no Sul de Santa Catarina. O Portal de notícias Sul in Foco, acompanhou a fiscalização da Polícia Militar Rodoviária (PMRv) de Guatá, durante o fim de semana na Rodovia SC-390.

“A legislação está mais rígida. Antes, se o bafômetro registrasse 0,13 miligramas de álcool por litro de ar expelido o motorista era liberado. Agora, a presença de qualquer quantia já é infração”, explica o Sargento Silvestre, acrescentando que qualquer coisa acima de 0,05 dá multa de R$ 1.915,40. O motorista tem a carteira de habilitação recolhida e perde o direito de dirigir por um ano.

Ainda conforme a autoridade policial, antes o motorista se negava a fazer o teste do bafômetro e a polícia não tinha como comprovar se ele estava realmente sob o efeito de álcool. Agora com a nova lei basta a constatação do policial, ou ainda fotos, vídeos e depoimento de testemunhas.

O trabalho de fiscalização foi um planejamento do Batalhão de Polícia Militar Rodoviária e foi realizado em todo Estado. No caso de Lauro Müller, se concentrou em duas blitz realizadas nas noites de sexta-feira (5), em Lauro Müller, defronte a loja Neruza Móveis e no sábado (6), em Orleans na saída para Urussanga. No domingo também seria realizada a fiscalização, mas o mau tempo não permitiu.

Nas duas operações 40 motoristas foram abordados, sendo que dez deles foram submetidos ao teste do bafômetro. Nenhum motorista se recusou a fazer o teste e também para nenhum deles o procedimento deu positivo.

  • 4a17f13a85c1493efd7998d3c82cdb00
  • p17nkvie8t13tikl3r6l1etf1qrd3
  • p17nkvk0some5611b314c914sh3
  • p17nkvk0so1dtc1padn71sivi684
  • p17nkvk0sotiiftc4p1vrg14gg5