Saúde

Com saúde em colapso, Samu transfere mais de 50 pacientes por dia entre hospitais de SC

Região de Chapecó registrou a maior movimentação de pacientes nos últimos dois meses

Divulgação

O caos no sistema de saúde em Santa Catarina, com lotação em UTIs de hospitais privados e públicos em todas as regiões, força também um trabalho maior de transferência de pacientes entre unidades de saúde, especialmente no Oeste. Conforme dados divulgados pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), desde o começo do ano mais de 50 pacientes são levados todos os dias de um hospital para outro, número bem acima do habitual.

De acordo com os dados divulgados, Chapecó foi a cidade com a maior movimentação de pacientes nos últimos dois meses. A região Oeste de SC foi a primeira a colapsar, com 100% das UTIs ocupadas, em uma situação que ainda persiste em cidades como Chapecó e Xanxerê. Ainda segundo os dados do Samu, Mafra e Joinville, na região Norte, foram os outros municípios com mais transferências no período.

Em comparação com janeiro e fevereiro do ano passado, antes da pandemia, o número de pacientes transferidos por unidades do Samu cresceu 28% em Santa Catarina. A atividade atingiu o pico no mês passado, com 1651 transferências feitas nos 28 dias de fevereiro, uma média de quase 60 por dia. Em fevereiro de 2020, para comparação, foram 1168.

Conforme o Samu, os números envolvem todos os transportes de pacientes de um hospital para outro, por motivos como a necessidade de especialidades de saúde diferentes ou a busca por leitos. Entram na conta as transferências feitas em ambulâncias e aviões.

– O aumento expressivo leva em consideração o momento pandêmico que vivemos; é notável. E mostra que os nossos profissionais não param – destaca a diretora do Samu de Santa Catarina, Juliana Brasil.

Transferências para o Espírito Santo

Com equipes do Samu e do Corpo de Bombeiros, pacientes de Santa Catarina começaram a ser transferidos para o Espírito Santo nesta quarta-feira (3), em voos de uma aeronave preparada com UTI móvel. Sem vagas de tratamento intensivo em SC, os pacientes com Covid-19 que estão em condições de transporte poderão ser levados para o ES nos próximos dias.

O primeiro voo nesta quarta levou um homem de 34 anos que estava intubado em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Chapecó, no Oeste do Estado. Outros detalhes do quadro de saúde dele não foram divulgados.

Os pacientes catarinenses transferidos devem ser internados no Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves, no município da Serra, região da Grande Vitória.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Fogo é registrado no Metropolitan em Criciúma

Matriz de Risco aponta a volta de todas as regiões para o nível gravíssimo

No último boletim, divulgado em 10 de abril, as regiões Carbonífera, Extremo Sul Catarinense, Foz do Rio Itajaí e Grande Florianópolis estavam classificadas para o nível grave. Todas as 16 regiões catarinenses apresentaram nota quatro, o nível mais elevado, na dimensão de Capacidade de Atenção, que é aquela que aponta a ocupação de leitos hospitalares

Pandemia do coronavírus afeta bancos de leite materno em SC

Dos 13 bancos do estado, pelo menos quatro registraram queda nos estoques.

Homem é preso em boate de Tubarão por porte ilegal de arma

Homem foi flagrado com uma pistola Taurus calibre.380. A arma estava com 10 munições e todas intactas.