Educação

Combate ao racismo: Colégio Satc realiza atividade em alusão ao Dia da Consciência Negra

Alunos produziram trabalhos com foco na valorização à vida sem nenhum tipo de discriminação

Divulgação

Sem vez para o racismo no Colégio Satc! Na semana em que é celebrado o Dia da Consciência Negra (20), alunos dos 7ºs anos realizaram atividades com foco na valorização à vida, sem nenhum tipo de discriminação. Através de textos opinativos, os estudantes também falaram sobre as consequências de cometer atos racistas.

A atividade foi realizada nas aulas de História, dentro do conteúdo sobre o Brasil Colonial. Segundo a professora Aline Bitencourt, a ideia foi promover debates sobre o racismo no Brasil e formas de evitar que esse crime aconteça. “Após a leitura de depoimentos de brasileiros que sofreram com atos racistas, realizou-se uma discussão sobre a origem e as consequências do racismo na sociedade e os alunos escreveram textos opinativos sobre o assunto”, descreve.

O Dia da Consciência Negra ocorre no próximo sábado, 20 de novembro. No decorrer desta semana, outras atividades devem relembrar a data na instituição. Dentre os trabalhos já apresentados, campanhas como ‘Black Lives Matter’ ganharam destaque.

Para a aluna Mariah da Silva, é uma forma de ressaltar que todas as pessoas merecem e devem possuir o mesmo tratamento e a mesma quantidade de possibilidades, independente de sua raça e/ou etnia. “Às vezes, tenho a impressão de que grande parte dos brasileiros ainda não entendeu que todos somos iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza”, completa.

Notícias Relacionadas

Jovem morre afogado após salvar criança e adolescente no rio em SC: “Herói”

Corpo de Eduardo Cordeiro foi encontrado na manhã deste domingo (5)

Criança de seis anos é resgatada após queda de dois metros, em Paulo Lopes

Aeronave transportou a vítima até o Hospital Infantil Joana de Gusmão, em Florianópolis

Defesa Civil de SC emite alerta para temporais neste domingo com vento forte e granizo

Dia de altas temperaturas pode ter registro de chuva intensa em um curto intervalo de tempo por todo o Estado, de acordo com a Epagri/Ciram

Beach clubs de Jurerê têm que demolir estruturas feitas após 2005, determina STF

Para o advogado, o STF não determina a demolição das estruturas, e afirma que elas podem ser "readequadas" a partir de requerimento