Geral

Comércio de rua volta a funcionar a partir das 8h no Estado

Governo emitiu novo decreto na noite de ontem, que estabelece 50% da capacidade nos supermercados e proíbe eventos sociais, inclusive drive-in.

Divulgação

O Governo do Estado emitiu um novo decreto nesta terça-feira, dia 23, sobre a continuidade de medidas de enfrentamento da Covid-19 e estabeleceu que passa a vigorar a partir desta quarta-feira, dia 24, novas medidas restritivas. Dentre elas está o comércio de rua (lojas, etc), que está permitido o funcionamento das 8h às 20h.

Os eventos sociais, inclusive na modalidade drive-in, e reuniões de qualquer natureza, de caráter público ou privado, incluídos excursões e eleições cooperativas, estão proibidos em todos os níveis de risco.

Também estão proibidas modalidades esportivas coletivas de cunho recreativo, competições e afins, com ou sem contato direto entre as pessoas, em qualquer local, público ou privado. O funcionamento de agências bancárias, correspondentes bancários, lotéricas e cooperativas de crédito somente poderão funcionar com atendimento individual, controle de entrada e monitoramento do distanciamento de 1,5 metro entre as pessoas.

Os supermercados poderão funcionar com limite de acesso de até duas pessoas por família e ocupação simultânea de até 50% da capacidade do estabelecimento, das 6h às 22h, em todos os níveis de risco.

Com informações do site TNSul

Notícias Relacionadas

Cidasc emite comunicado sobre proibição de fabricação, comércio, prescrição e uso do herbicida Paraquat no Brasil

A reavaliação toxicológica do paraquat foi determinada em 2008 pela Anvisa e finalizada em 2017

Estado garantirá tratamento anual de R$ 2,7 milhões a criança de Laguna com AME, decide TJ

De acordo com os autos, a perícia médica comprovou que a criança, natural de Laguna, precisa do remédio e que inexiste, na rede pública de saúde, tratamento para a doença.

Coronavírus em SC: Governo do Estado estabelece novas medidas para o transporte aquaviário e comércio de refeições nas rodovias

A comercialização de refeições pode ser feita por restaurantes localizados às margens das estradas e oferecida exclusivamente para profissionais de serviços considerados essenciais pelo Governo do Estado, incluindo nesta categoria os transportadores de carga responsáveis pelo abastecimento e transbordo de insumos da saúde.

Respiradores: PGE aguarda depósito de mais R$ 2 milhões em favor do Estado a partir desta segunda

Com o depósito, o valor recuperado chega a 40% do total