Geral

Comitê Araranguá vai buscar esclarecimentos sobre morte de peixes

Situação foi registrada mais uma vez no fim do último ano, na foz do Rio Araranguá.

Foto: Divulgação

Muitos estão se perguntando os motivos que levaram uma grande quantidade de peixes a morrer na foz do Rio Araranguá no fim do último ano. Buscando esclarecer a situação e descobrir o que tem ocasionado essa mortandade, o Comitê da Bacia do Rio Araranguá e Afluentes Catarinenses do Rio Mampituba buscará esclarecimentos. A decisão foi tomada nesta quinta-feira, 21, em reunião da Comissão Consultiva do grupo.

De acordo com o presidente do Comitê Araranguá, Luiz Leme, é uma situação que vem acontecendo anualmente, quase sempre na mesma época. “Até o momento não podemos afirmar com segurança qual o motivo. Na maioria dos casos, esses peixes mortos aparecem na foz ou na beira da praia. Para sabermos, com certeza, o que tem causado esse problema, vamos procurar parceiros para iniciar um estudo”, argumenta.

O vice-presidente do Comitê, Sérgio Marini, completa explicando que a ideia é obter recursos e firmar uma espécie de convênio com alguma universidade, empresa privada ou pública, para monitorar a costa, fazendo a análise das águas e, consequentemente, identificando a causa da situação. “Estamos preocupados e vamos atrás de informações seguras para dar uma resposta à sociedade. Pode ser algo natural, um ciclo, a falta de oxigenação da água, mas também pode estar sendo causado por alguma ação humana. Saberemos as respostas por meio de comprovações laboratoriais”, finaliza.

Colaboração: Comunicação Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Araranguá

Notícias Relacionadas

Primeiro dia de quarentena foi de orientações e esclarecimentos de dúvidas em Tubarão

Alguns estabelecimentos comerciais que deveriam estar fechados encerraram as atividades sem maiores problemas após a passagem dos fiscais.

Rodrigo Hilbert fará pedal na Serra do Corvo Branco neste sábado (16)

Apresentador catarinense vai subir a serra com outros ciclistas

Morre o fundador das Lojas Colombo, Adelino Colombo, aos 90 anos

Empresário criou há mais de 60 anos a empresa que também tem unidades em SC

Prefeitura de Criciúma abre edital para participação na Feira do Livro

Comerciantes têm até o dia 26 para se inscreverem para exposição que ocorrerá em novembro