Litoral

Conhecida como ‘shelf cloud’, nuvem chama a atenção de turistas e moradores de Florianópolis

Fenômeno foi registrado na quinta-feira na Praia do Campeche.

Foto: Reprodução / NSC TV

Uma nuvem assustou banhistas e moradores de Florianópolis nesta quinta-feira (20), na Praia do Campeche, no Sul da Ilha. Chamada de ‘shelf cloud’ ela se forma quando a temperatura está elevada no solo e encontra uma camada de ar mais frio, ou seja, quando há um forte calor na superfície e um ar frio em altitude.

Segundo a técnica em meteorologia Bianca Souza, da Central NSC de Meteorologia, o ar quente se condensa rapidamente ao atingir as camadas na atmosfera e gera o aspecto que impressiona. Esse tipo de nuvem sempre aparece antes de uma tempestade – e é perigosa pois gera ventos fortes. A nuvem se move rapidamente e também foi vista em outros pontos da capital catarinense.

A quinta-feira foi marcada por vários temporais em Santa Catarina. Na Grande Florianópolis, 42 mil unidades consumidoras ficaram sem energia. O problema foi resolvido em parte das cidades, mas, na manhã desta sexta (21), 1,5 mil unidades ainda estão sem energia elétrica, segundo Adriano Luz, chefe da Agência Regional.

Em São Ludgero, no Sul, o prédio da prefeitura foi atingido e não haverá atendimento ao público na sede administrativa nesta sexta (21). Houve também destelhamentos, quedas de árvores e alagamentos em cidades do Oeste. Ninguém ficou ferido.

Com informações do Portal G1/SC

Notícias Relacionadas

Frente fria passa por SC e deixa o tempo instável

Segunda-feira (4) tem risco de temporal isolado e temperaturas podem ultrapassar os 30°C.

Turistas argentinos são assaltados dentro de hotel em Laguna

Segundo relatos, as vítimas foram abordadas por um homem armado com um revólver no segundo andar do edifício.

Polícia Civil alerta população sobre ação de quadrilhas em casas da região

Um notebook furtado em Braço do Norte foi recuperado em Cocal do Sul. Investigação apontou atuação de quadrilha especializada em arrombamento de casas.

Acréscimo na quantidade de veículos aumenta cuidados na BR-101

Com mais carros e caminhões em circulação há menos intervalo para manobras de ultrapassagens, conversões, retornos ou entradas no trânsito