Geral

Coopermila presta conta aos associados em Assembleia Geral Ordinária

Todos os itens apresentados durante o evento foram aprovados por unanime.

Foto: Divulgação

A Coopermila realizou, no dia 25 de março, a Assembleia Geral Ordinária (AGO) de forma presencial, atendendo a convocação através de edital. O evento foi realizado na sede social e contou com a participação de 50 associados.

Na oportunidade, todos os itens apresentados foram submetidos para aprovação dos presentes, registrando votação unanime. “Após o enfrentamento da pandemia decorrente do coronavírus, a realização desta assembleia em formato presencial é o registro de que acreditamos que, brevemente, poderemos retornar com todas as atividades em plena normalidade”, ressaltou o presidente Alcimar Damiani de Brida.

O presidente aproveitou a realização da Assembleia Geral Ordinária para esclarecer aos associados que o ano foi de atividades intensas, visto que a Coopermila realizou leilão de compra de energia elétrica com o intuito de atender seu mercado consumidor para os próximos 15 anos.

Além disso, informou que a redução de faturamento ocorrida no exercício de 2021 é decorrência da implantação de plantas de geração distribuída e, principalmente, da diminuição do consumo de energia elétrica na classe industrial. Segundo ele, o presidente que o Conselho de Administração não mediu esforços para buscar soluções de curto, médio e longo prazo para minimizar os efeitos dos elevados aumentos tarifários.

“É louvável que, apesar de todas as adversidades, a diretoria conseguiu manter os programas sociais formatados no atendimento médico e odontológico. O desafio continua e certamente teremos um ano em curso com renovados esforços para sempre buscarmos o benefício econômico e social aos nossos associados e sociedade em geral”, concluiu.

Confira os itens discutidos na ordem do dia:

1 – Prestação de contas do conselho de administração acompanhado de parecer do conselho fiscal e auditoria independente referente exercício de 2021, compreendendo: relatório da gestão, balanço patrimonial e demonstrativo das sobras apuradas no exercício de 2021;

2 – Parecer do conselho fiscal e parecer de auditoria independente;

3 – Destinação das sobras apuradas no exercício de 2021;

4 – Eleição e posse dos componentes do conselho fiscal período 2022;

5 – Fixação de pró-labore ao presidente e cédula de presença para as reuniões do conselho fiscal e demais membros do conselho de administração e delegados representantes junto à Fecoerusc;

6 – Aprovação de plano de investimentos para o exercício de 2022;

7 – Apresentação e aprovação de plano de aplicação do FATES 2021 e 2022;

8 – Homologação de venda de bens do ativo imobilizado (veículo utilitário);

9 – Aprovação da contratação de seguro para garantir contrato de compra de energia no mercado livre;

10 – Assuntos gerais.

Foto: Divulgação

Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Notícias Relacionadas

Prazo para aderir ao Relp termina dia 31, alerta Receita Federal

Pagamento pode ser feito em até 180 vezes

Homem em situação de rua é agredido com pedras por duas pessoas em SC, diz PM

Agressões só pararam quando um motorista que passava pelo centro começou a buzinar. Ninguém foi preso.

Soldado russo julgado na Ucrânia é condenado à prisão perpétua

Vadim Shishimarin, de 21 anos, admitiu em julgamento que matou um civil de 62 anos em meio à invasão russa no nordeste ucraniano

Serra do Corvo Branco deve ter plano de recuperação iniciado

Pelo menos 12 pontos passarão por melhorias, pois foram afetados pelas fortes chuvas dos últimos dias