Geral

COOPERMILA realiza limpeza do leito da extensão das redes de distribuição

Serviço tem como objetivo evitar prejuízos, tais como a interrupção do fornecimento de energia em dias de mau tempo e vendavais.

COOPERMILA realiza limpeza do leito da extensão das redes de distribuição

Foto: COOPERMILA

O plantio de árvores, em especial do eucalipto, muito próximo das redes de energia elétrica, tem ocasionado inúmeros prejuízos para a COOPERMILA e aos associados. Entre as consequências estão a interrupção do fornecimento de energia em dias, principalmente, de mau tempo e vendavais. A fim de evitar tais problemas, a cooperativa realiza o serviço de roçada no leito da extensão das redes de distribuição todos os anos.

Para tanto, tem como base a Lei Estadual nº 17.588/2018 e a Lei Municipal Complementar nº 2/2015, que prevê a supressão da vegetação a partir do eixo central da rede, de 15 metros de extensão para cada lado. Entretanto, em muitas ocasiões, a cooperativa encontra dificuldades para que o associado entenda os prejuízos e os riscos que o plantio de árvores muito próximas das redes pode causar.

A COOPERMILA esclarece plantio de árvores sem respeitar as distâncias mínimas da rede elétrica reflete principalmente na confiabilidade e qualidade no fornecimento de energia. Além disso, há ainda o critério segurança a ser levado em consideração, visto que quedas de árvores sobre as redes de energia elétrica elevam os riscos de choque elétrico em pessoas ou animais. O contato das árvores com a rede de distribuição pode ocasionar prejuízos ao fornecimento de energia elétrica. A COOPERMILA dispõe de equipes para efetuar a poda ou corte de árvores próximas à rede elétrica.

O associado pode auxiliar a cooperativa informando sobre a necessidade de realização da poda preventiva de árvores que estejam em contato ou muito próximas da rede elétrica, fazendo o contato com a COOPERMILA e repassando as informações necessárias para a execução do serviço. A cooperativa ressalta que as árvores devem oferecer algum risco à rede elétrica para que o serviço seja executado.

“Quanto maior a consciência dos associados, menor serão as ocorrências tendo como causa árvores nas redes e, por consequência, menor será o custo de manutenção e maior será a qualidade da energia distribuída. O problema relacionado às árvores próximas às redes é antigo e cabe a cada associado fazer a sua parte. Estamos fazendo a gestão da cooperativa para cada dia sermos mais eficientes, oportunizando cada vez mais uma energia de qualidade e ao menor custo possível”, enfatizou o presidente Alcimar Damiani de Brida.

Notícias Relacionadas

Prefeito de Nova Veneza assina decreto de formação da Comissão de Acompanhamento, Controle, Prevenção e Monitoramento ao Coronavírus

Nova Veneza não tem casos confirmados da doença, apenas pessoas em isolamento domiciliar que já foram acompanhados, mas devem permanecer em quarentena pois chegaram de viagem.

Empresa terá que pagar multa por corte indevido de energia elétrica em Criciúma

O caso foi julgado pelo Juizado Especial Cível da comarca de Criciúma em pouco mais de um mês do início da ação. A rapidez se deve ao uso do sistema e-proc.

“Eu não tenho medo de ameaça”, dispara vereadora Ema Hoffman contra presidente da Coopermila

A fala ocorreu na sessão da Câmara de Vereadores de Lauro Müller na noite desta segunda-feira (1°)

Vigilância em Saúde de Criciúma promove oficina para planejar ações, prevenção e controle de doenças

Capacitação aconteceu na Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc)