Geral

Coronavírus em SC: Governo do Estado autoriza entrada de veículos de transporte coletivo para repatriar turistas

Para entrar no estado, os ônibus devem estar vazios.

Divulgação

A Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade (SIE) autorizou a entrada em território catarinense de veículos de transporte coletivo e de fretamento vindos de outros países para repatriar turistas que estão em Santa Catarina e precisam retornar para casa.

Para entrar no estado, os ônibus devem estar vazios. Os veículos serão escoltados até o local onde os turistas irão embarcar e o retorno deverá ser imediato ao país de origem. As empresas catarinenses de transporte coletivo que tenham linhas para outros países também estão autorizadas a levar os turistas de volta ao seu país – sempre com o retorno vazio, sem passageiros.

“Essa é uma medida necessária para solucionar um problema pontual e garantir que as pessoas possam ser repatriadas pelos seus países ou local de origem”, explica o secretário da Infraestrutura e Mobilidade, Thiago Vieira.

O decreto 521 publicado na última quinta-feira, 19, pelo Governo de Santa Catarina proibiu a “circulação e o ingresso, no território estadual, de veículos de transporte coletivo de passageiros, interestadual ou internacional público ou privado, e de veículos de fretamento para transporte de pessoas”.

O presidente da Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur), Mané Ferrari, destaca como o estado é receptivo aos turistas, porém, neste momento, reforça a necessidade da medida para restringir a entrada de pessoas vindas de outras localidades. “É importante que os turistas, que sempre são bem-vindos aqui em Santa Catarina, tenham o entendimento do momento que estamos enfrentando, não só no nosso estado, mas também no mundo. Essa é uma medida necessária para que, em breve, todos possam retornar”, garante.

Com informações do site do Governo do Estado

Notícias Relacionadas

Coronavírus em SC: Governo do Estado estabelece novas medidas para o transporte aquaviário e comércio de refeições nas rodovias

A comercialização de refeições pode ser feita por restaurantes localizados às margens das estradas e oferecida exclusivamente para profissionais de serviços considerados essenciais pelo Governo do Estado, incluindo nesta categoria os transportadores de carga responsáveis pelo abastecimento e transbordo de insumos da saúde.

Estado garantirá tratamento anual de R$ 2,7 milhões a criança de Laguna com AME, decide TJ

De acordo com os autos, a perícia médica comprovou que a criança, natural de Laguna, precisa do remédio e que inexiste, na rede pública de saúde, tratamento para a doença.

Com investimento de R$ 3,9 milhões, Estado entrega unidades de assistência social em Armazém, Rio do Oeste, Lontras e Florianópolis

Cada uma das unidades conta com sala de atendimento familiar, administração, recepção, cozinha, banheiro, área de serviço, sala multiuso, área externa coberta e mobília.

Inovação e tecnologia ampliam a prestação de serviços digitais do Estado ao cidadão durante pandemia

Com aplicativos, sites e plataformas digitais, secretarias e órgãos de Estado adaptaram suas rotinas e substituíram o atendimento presencial pelo online.