Sem Categoria

Udesc suspende cronograma e prazos do Vestibular de Inverno devido ao novo coronavírus

Outro prazo adiado se refere ao lançamento do edital e ao início das inscrições, previsto para 1º de abril.

Divulgação/Secom

A Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) comunica que o calendário do Vestibular de Inverno 2020 e todos os seus prazos estão suspensos e somente serão retomados após a normalização da situação no estado e no país, que enfrentam pandemia do novo coronavírus.

Dessa forma, está adiado, por exemplo, o prazo para doadores de sangue e/ou medula pedirem isenção no pagamento da taxa de inscrição. Pelo cronograma original, a Coordenadoria de Vestibulares e Concursos da Udesc (Covest) receberia pedidos até esta sexta-feira, 27. Já o período para solicitar isenção pelo critério socioeconômico foi encerrado em 2 de março, mas a homologação dos requerimentos também foi suspensa.

Outro prazo adiado se refere ao lançamento do edital e ao início das inscrições, previsto para 1º de abril. Além disso, está suspensa, por enquanto, a data das provas, agendada inicialmente para 31 de maio. A Udesc segue acompanhando os desdobramentos da pandemia do novo coronavírus e, quando houver novas medidas, fará divulgação imediata à sociedade.

Notícias Relacionadas

Vigilância Sanitária autua agência bancária por não respeitar normas devido à Covid-19

O grande número de pessoas em uma agência bancária de Morro da Fumaça chamou atenção nesta quinta-feira (30)

Justiça Federal concede liminar e suspende licenças para implantação de condomínio no Farol de Santa Marta

Além da suspensão, a proprietária não poderá promover qualquer intervenção na área, em Laguna (SC), sob pena de multa diária de R$ 10 mil

Município de Orleans edita novo decreto que define medidas mais rigorosas de combate ao novo coronavírus

O descumprimento de algumas medidas pode representar multas, no valor de R$ 1.394,25, além da interdição de estabelecimentos comerciais.

Número de infectados pelo novo coronavírus no mundo supera 7 milhões

Dois terços estão concentrados na Europa e nos EUA