Saúde

Coronavírus: HSJosé realiza reunião e alerta sobre a importância do controle de infecções

As informações sobre a doença, formas de contágio e prevenção já foram repassadas a todos os setores do hospital que estão sendo treinados para o atendimento de possíveis casos.

Divulgação

Com o diagnóstico dos casos da doença respiratória causada pelo Coronavírus que foram confirmados em vários países do mundo e o registro do primeiro caso no Brasil, o Hospital São José de Criciúma realizou na manhã desta quarta-feira, dia 26, uma reunião com os colaboradores para apontar a precauções, sanar as dúvidas sobre a doença e as ações que devem ser tomadas caso haja registro do Coronavírus na região. Toda a rede de saúde já se mantém em alerta e acompanhando o monitoramento diário da situação e o HSJosé segue todas as orientações necessárias para cumprir as normas e regras para possíveis suspeitas. As informações sobre a doença, formas de contágio e prevenção já foram repassadas a todos os setores do hospital que estão sendo treinados para o atendimento de possíveis casos.

“O HSJosé e suas equipes estão em alerta, acompanhando todas as informações no país e no mundo. O Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH) já está monitorando a situação e mantendo a equipe sempre atualizada, principalmente quanto às medidas de prevenção aos pacientes e colaboradores. Já possui rotina estabelecida para sintomáticos respiratórios assim como estrutura de atendimento para os mais diversos casos”, esclarece o diretor técnico do HSJosé e médico infectologista, Raphael Elias Farias (CRM/SC 13.081- RQE – 9915).

Havendo a confirmação de casos na região, o paciente será encaminhado aos hospitais de referência para este tipo de atendimento em Florianópolis (Hospital Nereu Ramos e Hospital Joana de Gusmão para jovens até 15 anos) para os possíveis encaminhamentos. Em todo o país, é realizado um monitoramento constante e a atualização diária dos possíveis casos investigados da doença no país. “É muito importante que, sempre que necessário, as pessoas procurem a unidade de saúde mais próxima de sua residência para avaliação e/ou orientação”, esclarece o especialista.

Saiba mais sobre a doença:

De acordo com as orientações do Ministério da Saúde, é considerado caso suspeito do novo coronavírus, pacientes que apresentem os sintomas da doença, como febre, tosse e dificuldade para respirar. Além disso, o paciente precisa ter viajado para área com transmissão ativa do vírus nos últimos 14 dias antes do início dos sintomas. As áreas com transmissão local serão atualizadas e disponibilizadas no site do Ministério da Saúde, no link: saude.gov.br/listacorona.

Cuidados essenciais para reduzir o risco de infecções respiratórias agudas:

* Evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias;

* Realizar lavagem frequente das mãos, especialmente após contato direto com pessoas doentes ou com o meio ambiente;

* Evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações.

Colaboração: Comunicação HSJosé

Notícias Relacionadas

Prefeito de Nova Veneza assina decreto de formação da Comissão de Acompanhamento, Controle, Prevenção e Monitoramento ao Coronavírus

Nova Veneza não tem casos confirmados da doença, apenas pessoas em isolamento domiciliar que já foram acompanhados, mas devem permanecer em quarentena pois chegaram de viagem.

Coronavírus em SC: Governador planeja retomada gradativa da atividade econômica e projeta 713 novos leitos de UTI

O objetivo é adequar as medidas de isolamento à necessidade dos catarinenses com segurança.

Santa Catarina registra dois novos casos de coronavírus e divulga plano de contingência para enfrentar a doença

Mais um estabelecimento comercial é interditado por descumprimento às regras contra o coronavírus em Criciúma

Decreto com medidas restritivas é prorrogado por tempo indeterminado e desta vez proíbe jogos de cartas e sinuca no interior de estabelecimentos