Segurança

Corpos achados na Grande Florianópolis podem ser de suspeitos de matar motorista de app

Policiais apuram denúncia e foto recebidas na manhã desta terça-feira (12), mas enfrentam dificuldades para acessar local onde estão os corpos, em Santo Amaro da Imperatriz, por conta dos alagamentos

Divulgação

A Polícia Militar recebeu uma denúncia de que os dois adolescentes suspeitos de terem assassinado o motorista de aplicativo Patrick Costa, de 22 anos, em Florianópolis, teriam sido achados mortos nesta terça-feira (12) em Santo Amaro da Imperatriz.

Até o início da tarde desta terça, os PMs não conseguiram acessar o local por causa dos alagamentos provocados pela chuva na região. As informações são da NDTV.

A imagem recebida pela polícia, cuja procedência ainda precisa ser verificada, mostra os dois corpos na estrada de terra que é rodeada por plantações. As cabeças das vítimas aparecem dentro de poças de água, mas não é possível verificar marcas de violência.

Os policiais receberam as imagens das vítimas, cujos traços se assemelham aos dos suspeitos de serem os autores do crime que vitimou o motorista. Ele desapareceu na madrugada da última quinta-feira (7), quando foi trabalhar, e encontrado morto três dias depois. A autoria foi confirmada pela Polícia Civil.

Os corpos foram encontrados em uma área isolada de Santo Amaro da Imperatriz, município que fica a 32 quilômetros da Capital. O acesso é dificultado pelas fortes chuvas que atingem a região e provocam inundações.

Investigações

Patrick Costa deixou, na última quarta-feira (6) a casa onde morava, no Sul da Ilha de Santa Catarina, para realizar as corridas pelo aplicativo. Após uma última ligação com a mãe, o rapaz ficou incomunicável.

O carro Fiat Argo que ele conduzia foi encontrado no dia seguinte ao desaparecimento, com danos na lateral. O veículo foi abandonado vazio no bairro Rio Vermelho, no Norte da Ilha. Após denúncias anônimas, os policiais civis encontraram o corpo enterrado nas dunas do mesmo bairro de Florianópolis, na noite de sábado.

“Com certeza houve envolvimento de pelo menos dois adolescentes, mas pode ser que tenham mais. Eles conduziram a vítima para uma emboscada. Depois de render Costa, os suspeitos pegaram o carro e foram até o Sul da Ilha com o veículo e depois voltaram aos Ingleses”, explicou o delegado Ênio de Mattos, da delegacia de Homicídios da Capital.

A vítima sofreu facadas no pescoço que teriam sido dadas pela moça, com a ajuda do namorado. A motivação ainda é investigada. A principal suspeita é latrocínio – roubo seguido de morte. A investigação não descarta relação com o tráfico de drogas.

Conforme a Amasc (Associação dos Motoristas de Aplicativo de Santa Catarina), Patrick Costa foi o terceiro motorista de aplicativo morto somente neste ano em Santa Catarina.

*Com informações do repórter Osvaldo Sagaz, na NDTV e ND+

Notícias Relacionadas

Homem é assassinado na beira da praia, em Balneário Gaivota

Até o momento não há informações sobre idade e identidade da vítima

Coronavírus em SC: Matriz de Risco aponta 14 regiões no nível alto e três no moderado

As regiões em risco alto são Carbonífera, Extremo Oeste, Extremo Sul Catarinense, Foz do Rio Itajaí, Grande Florianópolis, Laguna, Médio Vale do Itajaí, Meio Oeste, Nordeste, Oeste, Planalto Norte, Serra Catarinsnse, Vale do Itapocu e Xanxerê

Garçons salvam banhista de afogamento em praia de Balneário Camboriú

Socorristas chegaram na sequência e continuaram protocolo de reanimação, que funcionou

Carro vai parar dentro do rio em SC minutos após sair de oficina

Apesar do prejuízo, ninguém ficou ferido com gravidade