Saúde

Criação de Rede Feminina de Combate ao Câncer começa a ser discutida em Cocal do Sul

Iniciativa partiu da Câmara de Vereadores, através da presidente Roseny Citadin Barbosa, a Nega. Encontro reuniu voluntárias da entidade de Criciúma representantes do Governo Municipal de Cocal do Sul.

Fotos: Adriano Ghellere/ Sul In Foco

Sete integrantes da Rede Feminina de Combate ao Câncer de Criciúma estiveram reunidas na noite desta segunda-feira (18), com vereadores e representantes do Governo Municipal de Cocal do Sul. O convite foi realizado pela presidente do Legislativo, Roseny Citadin Barbosa, a Nega. A intenção é criar um grupo de apoio e prevenção na cidade.

O encontro aconteceu no próprio Plenário do Legislativo. A vereadora Nega inclusive já apresentou recentemente, uma indicação para a criação da instituição em Cocal. “A intenção é fortalecer a conscientização e fazer com que as mulheres se previnam cada vez mais do câncer. Atualmente existe o trabalho realizado pela Ong Amigas do Peito que é muito bonito e contribui muito na cidade. A criação da rede seria de grande importância e poderia se somar com o que já existe”, destacou a vereadora Nega.

Fotos: Adriano Ghellere/ Sul In Foco

Durante o encontro, as voluntárias da Rede Feminina de Criciúma relataram como é realizado o trabalho e onde atuam. Além dos hospitais da cidade, as voluntárias atuam em palestras em empresas onde concentram um grande número de funcionárias. Nestes locais são repassadas orientações e, se necessário for, exames serão solicitados, juntamente com o encaminhamento ao médico caso haja suspeita de alguma doença.

“O primeiro passo para a implantação da rede é manter contato com a nossa sede estadual. No mais, estamos à disposição para contribuir no que estiver ao nosso alcance. Nosso objetivo é motivar a prevenção da doença entre as mulheres com palestras e, na sequência, a coleta de exames. Para isso, é necessária uma equipe com médico, enfermeira e voluntárias”, destaca a presidente da Rede, Rosa Maria.

Para o diagnóstico do câncer de mama, atualmente a Prefeitura Municipal de Criciúma disponibiliza exames de mamografia somente para mulheres acima dos 50 anos de idade, como está preconizado em lei em nível de país.

Conforme a secretária Sinara Crippa Milanez, atualmente o Governo Municipal oferece mamografias para todas as pacientes que tiverem com solicitação médica. “Temos 100% de cobertura nas seis unidades de saúde da cidade. Nunca trabalhamos com limite de faixa etária e arcamos com os custos do excedente de exames, utilizando recursos próprios. A médica solicitou o exame, liberamos”, enfatizou Sinara.

As voluntárias da rede se mostraram surpresas com a facilidade no acesso aos exames. “Analisamos a demanda e, na medida do possível, realizamos mutirões de saúde. O ideal seria o trabalho de prevenção, acompanhado do acolhimento às famílias que possuem pacientes com câncer”, lembrou a vice-prefeito Cirlene Scarpato, a Aninha, ao lado da secretária de Ação Social, Ângela Anjo.

Fotos: Adriano Ghellere/ Sul In Foco

E a partir de agora, um grupo deverá ser formado, após a busca de informações e aval da coordenação da Rede Feminina Estadual. “Muito interessante a explicação das voluntárias. Inclusive, com a possibilidade de se intensificar a prevenção junto às empresas de Cocal com palestras”, comentou o vereador Marcel Freitas, que também participou da reunião.

Atualmente, a Rede Feminina de Combate ao Câncer no Estado integra 65 redes pelos municípios. Somente em Criciúma, o grupo possui 70 voluntárias que atuam nos hospitais e ambulatório central da cidade.

 

Notícias Relacionadas

Rede de Centros de Inovação de SC impulsiona o ecossistema tecnológico mesmo em ano de pandemia

Os resultados dos centros de inovação do estado e parcerias privadas demonstram que essas iniciativas têm contribuído para o desenvolvimento econômico regional, promovendo a geração de emprego e renda.

Shows com Vigário Jack, Candieiro e Concurso de Terno de Reis marcam encerramento do Encantos de Natal em Lauro Müller

A abertura da programação aconteceu no dia 4 de dezembro, quando um grande desfile de Natal levou milhares de pessoas para a região central da cidade.

Caminhoneiro de Siderópolis morre eletrocutado após caçamba encostar em rede elétrica

Acidente aconteceu em uma via lateral, às margens da BR-290, no Rio Grande do Sul. Fábio Carminatti de 37 anos morreu no local.

Coronavírus em SC: Lacen e rede de cooperação ultrapassam 110 mil exames realizados

O Lacen recebe em média duas mil amostras por dia para a realização de exames.