Geral

Crianças plantam 150 mudas de árvores no lançamento do projeto Ingabiroba em Morro Grande

Ação ocorreu na manhã desta quarta-feira, 8, e está inserida na Semana do Meio Ambiente do Comitê da Bacia do Rio Araranguá.

Os 28 alunos do 6º ano da Escola de Educação Básica Ana Machado Dal Toé, na manhã desta quarta-feira (8), lançaram o projeto Ingabiroba em Morro Grande. Em torno de 150 mudas de 18 variedades de árvores frutíferas nativas foram plantadas pelas crianças nas margens do Rio Manoel Alves, na comunidade de Sanga das Pedras.

A estudante de 11 anos, Emanuelli Gonçalves. plantou cinco mudas. “Foi muito legal, porque plantando, ajudamos o meio ambiente. Aprendi que é preciso preservar, e que não se deve jogar lixo na natureza”, conta ela.

Segundo a professora de biologia e matemática, Dolores Martins, é justamente a ação de mostrar in loco e preocupação da sociedade em recuperar o que foi degradado que faz com que os alunos aprendam. “Vivenciando na prática o que aprendem na teoria é que nossos estudantes vão entender quão grande e importante é a natureza para as nossas vidas”, completa o também professor de biologia, José Aroldo Bif.

O presidente da Associação Catarinense de Irrigação e Drenagem e do Comitê da Bacia do Rio Araranguá, Sérgio Marini, ressalta a expansão do projeto. “Desde o início nossa intenção foi levar o Ingabiroba para todas as cidades da Bacia, e começamos a traçar esse objetivo com este lançamento em Morro Grande”, argumenta.

A partir de agora, nas comunidades, a execução do projeto será feita pelas associações de irrigação. “Além desta inicial, já temos outras três ações semelhantes sendo organizadas em Morro Grande, e até o mês que vem, iremos levar a iniciativa, também, para Jacinto Machado. São atividades que nos levam a resultados concretos, principalmente com a participação das crianças, que são as responsáveis pelo futuro”, afirma o gerente regional da Epagri em Araranguá, Reginaldo Guellere.

De forma geral, a ação visa à recuperação das matas ciliares. “É um trabalho primordial, que une a produção com a preservação. Ainda mais com a participação do agricultor, que passa a compreender que precisa preservar para ter a água necessária para conseguir seu sustento”, finaliza o extensionista rural da Epagri em Morro Grande, Daniel Mendonça.

O projeto Ingabiroba

O projeto Ingabiroba é uma iniciativa que começou em 2009 em Nova Veneza e Forquilhinha, onde produtores agrícolas recebem incentivos para disponibilizarem áreas para recuperação ambiental, através do plantio de mudas. Atualmente, o projeto já conseguiu recuperar em torno de nove hectares nas duas cidades.

A ação é coordenada pela Associação Catarinense de Irrigação e Drenagem, com apoio do Comitê da Bacia do Rio Araranguá, Epagri e Associação de Proteção da Bacia Hidrográfica do Rio Araranguá – AGUAR.

Colaboração: Francine Ferreira / Comunicação Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Araranguá

  • 284ed4cd9ad467b90df9663ce11359ef
  • 8786aa526bcc9db136d98c0cba0b5606
  • d45ced3d2eafc50aa33591545e18d50b
  • 11b2bb23f3f4ef4d7ce36e0e010bb6b4
  • 916c9701b5917d1db5d44508140e1a55
  • e0252039788c7d4fcfba1692b0e1e968
  • 737589b9460681edd79df0eeb8a033e5
  • 77580111b0e0de883be38df3ce63a9df