Geral

Criciúma: Égua que sofria maus-tratos não resiste e morre nessa quinta

Tribuna de Notícias divulgou a triste situação na edição de hoje.

Divulgação

A história da égua vivendo em estado de desnutrição no bairro Santo Antônio, em Criciúma, não teve um final feliz. O animal morreu na manhã dessa quinta-feira, dia 4, não resistindo ao castigo imposto pelos humanos.

O Tribuna de Notícias divulgou a história hoje, com o relato do veterinário da Famcri e do cuidador. A falta de alimentação, água e o calor excessivo das últimas semanas deixaram a égua em uma situação de coma. Ela deu a luz a um potrinho há 20 dias, que precisava dela para se amamentar.

Durante a entrevista, a Famcri afirmou que o proprietário da égua e do potrinho, morador da localidade de Santo Antônio, será notificado e responderá pelo crime de maus-tratos aos animais.

A Lei 1.095/2019 é responsável por aplicar a punição a quem praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais. A legislação abrange animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos, incluindo, aí, cães e gatos, que acabam sendo os animais domésticos mais comuns e as principais vítimas desse tipo de crime. A nova lei cria um item específico para esses animais.

A prática de abuso e maus-tratos a animais será punida com pena de reclusão de dois a cinco anos, além de multa e a proibição de guarda. Atualmente, o crime de maus-tratos a animais consta no artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais 9.605/98 e a pena, antes da atualização, previa de três meses a um ano de reclusão, além de multa.

Com informações do site TNSul

Notícias Relacionadas

Marido morre em acidente de carro três dias após suspeita de matar mulher a tiros em SC

Colisão contra caminhão ocorreu nesta segunda na BR-116. Mulher foi encontrada morta na sexta, atingida por três disparos na cabeça.

Jovem de 20 anos morre e homem fica ferido em acidente de trânsito em Meleiro

Dois carros bateram de frente na SC-108 na noite de sexta-feira (15).

Cão-bombeiro de SC morre em serviço durante busca por pessoa desaparecida em rio em Içara

Cachorro Barney pulou na água em Içara e não voltou mais à superfície. Em fevereiro, animal ajudou na procura por vítimas em Brumadinho (MG).

Famcri em parceria com voluntários resgata 40 animais com indícios de maus tratos em Criciúma

Ação com apoio da Policia Militar, Polícia Civil e ONGs Protetoras de Animais recolheu 37 cachorros e três gatos em residência no bairro Progresso