Geral

Criciúma está entre as dez cidades vencedoras do prêmio Cidade Amiga dos Animais na América Latina

Iniciativas da Famcri, como a implantação do Núcleo de Bem-Estar Animal, castrações, vistorias e autuação de maus-tratos contribuíram para o reconhecimento.

Divulgação

Criciúma está entre as dez cidades vencedoras do 1º prêmio Cidade Amiga dos Animais – Melhores práticas de manejo humanitário de cães e gatos, na América Latina. Idealizado pela Proteção Animal Mundial, o município recebeu o reconhecimento por meio das iniciativas de implantação do Núcleo de Bem-Estar Animal (NBEA), o programa de controle reprodutivo de cães e gatos, colocação de microchips, entre outras ações. O objetivo da premiação é identificar e reconhecer as iniciativas em prol dos cães e gatos no território latino-americano.

“Este prêmio é o reconhecimento do esforço que fizemos para colocar em prática a política pública de bem-estar animal no município. Essa política foi idealizada pelo governo municipal, ONGs parceiras, pelo Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Comdema) e por pessoas voluntárias adeptas da causa animal. Estamos muito felizes com a classificação e vamos melhorar ainda mais, pois só temos um pouco mais de um ano de implantação dessa política pública e estamos aperfeiçoando a cada dia”, reforçou a presidente da Fundação do Meio Ambiente de Criciúma (Famcri), Anequésselen Bitencourt Fortunato.

A fundação inscreveu oito ações, entre elas está o NBEA, que contempla consultas clínicos e ambulatoriais, sendo que até agora já foram mais de 40 atendimentos. O espaço também já castrou quatro mil animais, sendo mil nesse ano. De acordo com a presidente da Famcri, eles também recebem um microchip, podendo ser identificados posteriormente por um leitor.

“Também construímos espaços pets, que estão nos parques do município, sendo um local reservado para brincadeiras de cães e gatos. Mas não é só isso que estamos desenvolvendo, também temos um projeto para as crianças, que trabalham no trato animal, tanto de domésticos quanto de silvestres, e também, desenvolvem a consciência para fiscalizar e o cuidado com o bichinho”, explicou a presidente. A Famcri realizará inscrição novamente este ano para a segunda edição do prêmio.

Maus-tratos

Outra ação inscrita no projeto foi a vistoria e autuação de maus-tratos. A Famcri é a responsável pela fiscalização. Conforme a veterinário do NBEA, Bibiana Bürger, os fiscais vão até o local da denúncia para avaliar a situação do animal. “Se constatado os maus-tratos, esses animais são recolhidos e trazidos para o núcleo. No local, são feitos todos os cuidados veterinários necessários. Se ele não for castrado, já é direcionado para castração e recebe o microchip de identificação, e, após isso, ele é encaminhado para adoção”, explicou.

As denúncias podem ser feitas pelos números de telefones 156, (48) 3445-8811 e (48) 9-9155-3825 (WhatsApp) que funciona 24h por dia, incluindo finais de semana.

Parceria com as ONGs

Segundo a presidente da ONG Animal.pontocom, Dalva Pires Donadel, a lei municipal 7.367/2018, que define medidas para o Bem-Estar Animal, foi um norte para os cuidados com os animais no município. “Foi o começo de tudo, mas sabemos que o município será referência no Estado e no Brasil em proteção aos animais. Mas também percebemos que as pessoas da cidade estão mudando, fazendo denúncias e cuidando melhor do bichinho. É uma grande conquista do município, quero agradecer e desejar carinho de Deus a todos pelo reconhecimento, também as ONGs e os protetores independentes”, ressaltou a presidente.

Sobre a Proteção Animal Mundial

Há 50 anos, a Proteção Animal Mundial trabalha para a proteção e o bem-estar dos animais. É uma organização global não governamental e sem fins lucrativos. O prêmio Cidade Amiga dos Animais foi idealizado em 2019 pela organização com o apoio do Conselho Federal de Medicina Veterinária do Brasil (CFMV), da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), do Instituto Técnico de Educação e Controle Animal (ITEC) e da Associação Mundial de Veterinários de Pequenos Animais (WSAVA).

Confira as dez cidades vencedoras do prêmio:

Bogotá – Colômbia
Conselheiro Lafaiete – Minas Gerais
São Paulo – São Paulo
Cidade do Panamá – Panamá
Criciúma – Santa Catarina
Curitiba – Paraná
Ponta Grossa – Paraná
Toluca – México
Venado Tuerto – Argentina
Vinhedo – São Paulo

Colaboração: Comunicação DECOM

Notícias Relacionadas

Parceria entre BRDE e Banco de Desenvolvimento da América Latina garante R$ 130 milhões para investimentos em SC

Foi assinado contrato que irá disponibilizar U$ 70 milhões, cerca de R$ 392 milhões, para financiar projetos em Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul.

Brasil terá maior fábrica de vacinas da América Latina

Fiocruz a Codin assinaram hoje acordo para instalação da fábrica

Economia verde pode gerar milhões de empregos na América Latina

A estimativa consta do mais novo relatório da OIT.

Alberto Serafim conquista 2º lugar na maior competição de mountain bike da América Latina