Saúde

Criciúma: No Hospital São José, 81% dos leitos de UTI para Covid-19 estão ocupados

De 27 leitos disponíveis pelos SUS para tratamento do coronavírus, 22 estão ocupados

Divulgação

O boletim epidemiológico divulgado pela Vigilância Sanitária de Criciúma nesta quarta-feira (18) mostra o crescente número de casos e internações por Covid-19 na cidade. Nas últimas 24h foram nove novas internações, chegando a 118 pacientes hospitalizados.

O número de casos confirmados também aumentou, foram 62 novos casos nesta quarta-feira, chegando a 9.382. O cenário tem preocupado o diretor técnico do Hospital São José (HSJ), dr. Raphael Elias Farias. “Nós temos 22 dos 27 leitos de UTI SUS para Covid-19 ocupados. Isso significa uma ocupação de 81% dos leitos”, contou o médico.

Os profissionais projetam um crescimento ainda maior de casos nas próximas semanas, podendo chegar aos números registrados em julho e agosto, quando foi considerado o pico de casos na região. “Depois daqueles meses, em meados de julho e agosto, que foi um pico, nós tivemos queda nos casos, chegamos a ter somente seis pacientes internados mas agora o número tem crescido muito rapidamente”, alertou o diretor.

Farias afirma que o apelo é para que a população mantenha as medidas sanitárias como uso de máscara, distanciamento, evite sair de casa e formar aglomerações.

Novos leitos devem ser abertos

Está prevista a abertura de novos leitos de UTI no HSJ para suprir a demanda de novos casos de coronavírus. Para isso, a unidade está buscando técnicos em enfermagem para trabalhar no hospital.

Com informações do OCPNews

Notícias Relacionadas

Assalto em Criciúma: Polícia prende cinco suspeitos do crime

Prisão ocorreu no início da noite em duas cidades

CNI: produtividade do trabalho na indústria cresce 8% no 3º trimestre

Apesar de recuperação, indicador não deve crescer mais de 1% no ano

Seis milhões de pessoas pediram empréstimo na pandemia, diz IBGE

Pnad Covid 19 de outubro avaliou 68,7 milhões de domicílios

Covid-19: volume de vacinas ainda é insuficiente para atender o Brasil

Poucos fabricantes têm quantidade necessária para o país, diz ministro

Envie sua notícia

Você pode fazer parte do Sulinfoco, publique sua notícia também!

Para participar basta clicar no botão abaixo, preencher o formulário e aguardar a publicação da sua notícia.

Enviar notícia