Geral

Criciumense Antonio Zanette falece aos 101 anos

Ele era conhecido pelo trabalho realizado na agricultura e na fabricação de cachaças artesanais no município

Foto: Divulgação

Morreu na manhã desta sexta-feira, 29, o criciumense Antonio Zanette, aos 101 anos. Ele era conhecido pelo trabalho realizado na agricultura e na fabricação de cachaças artesanais no município.

“É nosso exemplo de força e trabalho. Sempre trabalhou ao lado da nonna, sempre foi calmo, tranquilo. Fez tudo em prol da família”, contou a neta Suzana Zanette De Costa.

Há cerca de uma semana, Antonio havia descoberto um câncer no estômago e lutava contra a doença. Ele estava internado no Hospital São José de Criciúma.

Antônio residia no bairro Morro Estevão, era uma figura querida e conhecida em Criciúma e deixou nove filhos, 21 netos e 17 bisnetos. Ele completaria 102 anos em 2 de dezembro.

O velório dele inicia nesta sexta-feira, 29, às 17h, na residência da família na localidade. Já o enterro será realizado no sábado, 30, às 9h, no cemitério do Morro Estevão.

Com informações do ND+

Notícias Relacionadas

Polícia Civil gaúcha pede ajuda para encontrar suspeito de matar mulher de Criciúma

Suspeito de ter matado a criciumense Rosa Pacheco Manenti, de 66 anos, há pouco mais de um mês.

Carateca criciumense disputa competição nacional neste fim de semana

Letícia Antônio está em Uberlândia (MG), onde disputará o Campeonato Brasileiro pela primeira vez.

Aluno criciumense é finalista na Olimpíada de Língua Portuguesa

Lista dos nomes vencedores será divulgada em dezembro. Antony se classificou na categoria poema

Criciumense escapa em mais um paredão no BBB

Alan de novo esteve na berlinda para deixar o reality da Globo, mas se livrou no voto.