Segurança

Criminosos colocam fogo em turista que dormia na região central de Florianópolis

Homem de São Paulo acordou com corpo em chamas; polícia busca identificar os responsáveis

Divulgação

Uma tentativa de homicídio foi registrada na madrugada deste sábado (15), em Florianópolis. Criminosos atearam fogo em um homem na Avenida Beira-Mar Norte, região central da cidade.

Segundo informações do 4º Batalhão da Polícia Militar, a vítima relatou que estava próximo aos equipamentos de exercícios no bolsão do Koxixos e adormeceu no local. Morador de Presidente Prudente, em São Paulo, ele viajaria para a casa de ônibus, na manhã deste sábado, e decidiu esperar na Beira-Mar. O homem disse que acordou assustado sentindo um líquido pelo corpo e viu que estava pegando fogo.

Quando observou as chamas, ele pulou na água. Ao acordar, a vítima ouviu vozes e risadas, mas não conseguiu identificar as pessoas. Segundo a PM, os criminosos também colocaram fogo na mochila do homem, onde estavam pertences como celular, documentos e dinheiro.

O turista foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e foi levado para o Hospital Universitário Polydoro Ernani de São Thiago. A médica do Samu relatou aos policiais que o homem foi encontrado sentado na calçada, com uma coberta. Um ciclista estava com ele e acionou a ambulância, mas não presenciou o momento em que a vítima foi queimada.

Segundo a PM, o homem é casado e trabalha como açougueiro. Ele veio a passeio para Florianópolis para conhecer a praia e ficou hospedado em um hostel perto da Lagoa da Conceição.

A Polícia Militar informou que busca informações para identificar os autores do crime.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Empresa é condenada a pagar R$ 50 mil de indenização por danos morais

A decisão foi expedida pela 2ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Criciúma

Vizinho e mulher são presos por estuprar menina de 7 anos em SC

Polícia Civil diz que exame realizado na criança confirma violência sexual; homem de 53 anos é vizinho da vítima

SC investiga dois casos suspeitos de varíola dos macacos; veja o que se sabe

Investigação é realizada pelo Lacen (Laboratório Central de Santa Catarina); até o momento, são 37 casos registrados no país

Briga entre policiais em saída de balada termina em agressão e tentativa de calar vítima em SC

Um dia após as agressões, policial militar teria tentado "calar" vítima oferendo R$ 20 mil para evitar exame de corpo de delito, afirma homem em depoimento