Segurança

Cúpula da segurança pública vai para Criciúma avaliar primeiras ações da força-tarefa das polícias

Policiais de Florianópolis passarão a reforçar segurança na cidade a partir desta quinta-feira

A cúpula da segurança pública de Santa Catarina está em Criciúma desde a manhã desta quinta-feira, onde vai anunciar o começo de uma força-tarefa para frear os assassinatos. Desde o começo do ano, já são 22 mortes, num crescimento de 100% em relação ao mesmo período do ano passado.

Às 11h30min, as autoridades se reuniram na sala do comando do 9º Batalhão da Polícia Militar para traçar as primeiras ações que serão realizadas. Os trabalhos são coordenados pelo secretário da Segurança Pública, César Grubba. Ele está em Criciúma com o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Paulo Henrique Hemm, e o delegado-geral da Polícia Civil, Artur Nitz, além de comandantes regionais e locais.

A reunião é fechada e ao final haverá ume entrevista coletiva para o anúncio das medidas que serão deflagradas. As tropas de unidades de Florianópolis, como o Batalhão de Operações Policiais Especiais – Bope e do Choque, além do Batalhão Aéreo, devem começar a atuar à tarde e noite. Conforme o site ClicRbs, a missão também abrangerá policiais civis da Diretoria Estadual de Investigações Criminais – Deic.

  • f7de053e8ea28096d5dc66a6c5e378e0
  • 1820a0d895e50ab83e3552fab9bb5e10