Geral

Defensoria Pública da União inicia atendimentos em Urussanga

Projeto Defensoria Para Todos estará no município nos dias 2, 9, 23 e 30 de junho.

Defensoria Pública da União atende em junho em Urussanga

Foto: Jéssica Pereira / Comunicação Prefeitura de Urussanga

Urussanga recebeu, nesta sexta-feira (2), o primeiro dia do projeto Defensoria Para Todos. A iniciativa da Defensoria Pública da União – DPU tem o objetivo de levar assistência jurídica gratuita aos moradores de municípios que não contam com o núcleo da DPU. Em Urussanga, por exemplo, os atendimentos serão realizados também nos dias 9, 23 e 30 de junho no Complexo Municipal de Assistência Social, localizado no Centro de Referência Especializado de Assistência Social – CREAS, na Avenida Nereu Ramos, 360, Bairro Da Estação.

Os defensores Alexandro Melo Corrêa e Mariana Pereira de Queiroz Carraro se deslocarão de Criciúma a Urussanga e farão o atendimento ao público na sexta-feira das 9h às 12h e das 13h às 17h. “Este é um projeto nacional que visa prestar o serviço de assessoria jurídica para as famílias que tem uma renda inferior a R$ 2 mil. É um serviço gratuito que estamos trazendo para mais perto das pessoas”, esclarece a defensora pública, Mariana Pereira de Queiroz Carraro.

Na região Sul, somente Criciúma conta com uma sede da Defensoria Pública. “Com este projeto saímos da cidade de origem e vamos para outros municípios prestar este atendimento”, esclarece Mariana.

Para o atendimento, é importante estar com os documentos pessoais e aqueles referentes ao caso que deseja solucionar. “Estamos trabalhando com uma nova proposta para o social e projetos como este irão atender uma demanda existente no município. É uma oportunidade para as pessoas que terão a Defensoria pública cada vez mais próxima”, enaltece o diretor de assistência social do Município, Braz Ciseski.

Como funciona:

A DPU presta assistência jurídica gratuita a quem não tem condições de pagar pelo serviço de um advogado particular e atua em todos os casos que envolvam o exercício de um direito do indivíduo ou da população carente contra a União e entidades públicas federais. O limite para ser atendido é de renda familiar mensal de até três salários mínimos.

Os casos mais comuns envolvem o direito à saúde, como o pedido de remédios, cirurgias e tratamentos não fornecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS); problemas com benefícios previdenciários e assistenciais, como aposentadorias, auxílio-doença, pensão por morte, auxílio-reclusão e benefício assistencial (BPC/Loas); direito de estrangeiros no Brasil; questões envolvendo a Caixa Econômica Federal, a exemplo de financiamentos e dívidas; seguro-desemprego; FGTS; regularização do CPF; temas das áreas de moradia e meio ambiente; defesa em crimes federais; e casos das Justiças Eleitoral e Militar.

Colaboração: Jéssica Pereira / Comunicação Prefeitura de Urussanga

Notícias Relacionadas

Projeto itinerante de assistência jurídica visita cinco cidades do Sul de SC

Projeto itinerante de assistência jurídica da DPU encerra com sucesso em Lauro Müller

Lauro Müller recebe pela primeira vez projeto itinerante de assistência jurídica da DPU

Denatran oferece função de pagamento de multas por aplicativo

Para ter desconto no valor, infrator não pode entrar com recurso.