Trânsito

Denatran aceita registro de motorista diferente do dono do carro

Confirmado o aceite, o nome do condutor fica inscrito no Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam).

Foto: Divulgação

Proprietários de veículos já podem registrar no Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) qual motorista costuma conduzir seus veículos.

A indicação do principal condutor é prevista na Lei nº 13.495/2017. Só é possível o cadastro de condutores com Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ativa e com categoria compatível ao veículo. Confirmado o aceite, o nome do condutor fica inscrito no Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam).

Para registrar o principal condutor do veículo, o proprietário deve fazer login no Portal de Serviços do Denatran, fornecer o CPF e o número da CNH do motorista principal. Este receberá e-mail para concordar com o procedimento. Ao confirmar, deve informar o código de segurança da CNH.

Conforme nota do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), que desenvolveu a funcionalidade, “infrações como excesso de velocidade ou estacionamento em local proibido ficam sobre responsabilidade do principal condutor. Já multas relativas à situação do veículo, como licenciamento vencido e falta de equipamentos obrigatórios, continuam sob responsabilidade do proprietário”.

Com informações do Portal DNSul

Notícias Relacionadas

Idoso capota carro sobre a Ponte Anita Garibaldi, em Laguna

Motorista de aproximadamente 80 anos estava sozinho quando perdeu o controle do veículo com placas de Braço do Norte.

Cinco ficam feridos após colisão frontal na SC-108, em Cocal do Sul; VEJA VÍDEO

Entre as vítimas, uma criança que estava na cadeirinha em um dos carros. Rodovia está parcialmente interditada em função do resgate pelas equipes de socorro.

Motorista é resgatado horas após cair com carro em barranco, em Criciúma

Uma pessoa transitava pela via quando ouviu o pedido de socorro e percebeu que havia marcas de que um veículo teria saído da pista.

Polícia Militar descobre carro clonado e prende suspeito em Estação Cocal

Há dez meses, o policial militar teria consultado a placa e mantido contato com a proprietária. O carro era o mesmo e estava em uma casa, em São José.